Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Seleção brasileira enfrenta o México, invicto há 14 jogos, nesta terça

Mano Menezes deve fazer seis mudanças em relação ao time venceu a Costa Rica, na sexta-feira

Por Da Redação 11 out 2011, 07h16

No jogo contra a Costa Rica, a seleção brasileira não jogou bem e, ainda assim, conseguiu a vitória. Contra o México, rival desta terça-feira, às 22h30, no estádio Corona, em Torreón, o time do treinador Mano Menezes precisa criar mais oportunidades de gol para vencer: os mexicanos vão defender uma série invicta de 14 partidas.

Em comparação ao confronto contra a Costa Rica, Mano Menezes planeja seis mudanças. Na defesa, as novidades são o goleiro Jefferson e os laterais Daniel Alves e Marcelo. No meio-campo, Lucas Leiva e Fernandinho formam o setor de marcação. Por fim, Hulk assume deve ser titular no ataque na vaga de Fred. A surpresa de última hora pode ser a saída do são-paulino Lucas. “Quando você é escalado fica com uma expectativa nova. Tem o friozinho de vestir a camisa da seleção, mas nosso grupo é sensacional, todos que entram ficam à vontade. Acho que todos vão apoiar aqueles que serão escalados para fazer um ótimo jogo”, disse Jefferson, titular em função da contusão na coxa esquerda de Julio César. No México, que mês passado empatou por 1 a 1 com a Polônia e venceu o Chile por 1 a 0, a ordem é esquecer a invencibilidade. O técnico José Manuel de la Torre quer deixar o time montado para as Eliminatórias da Concacaf para a Copa de 2014. “Não me interessa o largo período de invencibilidade, mas sim preparar o time para o que vamos enfrentar lá na frente. O importante é o objetivo que traçamos, as Eliminatórias rumo ao Brasil 2014”. A maior esperança de vitória aos mexicanos é o atacante Javier ‘Chicharito’ Hernández, que atua no Manchester United, da Inglaterra. Antes do jogo, ele esbanjou respeito e classificou a seleção brasileira como ‘histórica’ para o futebol. (Com agência Gazeta Press)

Publicidade