Segurança será ‘discreta’ na F1, diz governo do Bahrein

Por Da Redação - 9 abr 2012, 12h14

Por AE

Dubai – Um conselheiro do Ministério do Interior do governo do Bahrein reiterou nesta segunda-feira que a corrida de Fórmula 1, a ser realizada no dia 22, terá total segurança, mas sem atrapalhar o andamento das atividades promovidas pela organização e a privacidade dos pilotos.

Segundo John Yates, ex-membro do conselho da polícia de Londres, a segurança será “discreta e comedida”, sem afetar o cronograma tradicional de treinos e da corrida. Yates foi o responsável pela revisão dos planos de segurança da organização do GP do Bahrein.

O conselheiro, no entanto, destacou que a atuação “discreta” inclui planos de contingência para eventuais ações violentas contra a realização do GP. O Bahrein enfrenta há um ano forte turbulência política, que chegou a cancelar a corrida de 2011 em razão dos protestos antigovernamentais. Ao menos 50 pessoas já foram mortas nos distúrbios.

Publicidade

Enquanto o governo do Bahrein reitera a segurança do evento, as equipes da Fórmula 1 seguem temerosas. Nesta segunda, o jornal inglês The Times revelou que dirigentes das escuderias estão se mobilizando para convencer os organizadores da F1 a cancelar novamente a prova no Bahrein.

Publicidade