Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘Se todos querem jogar no Barça é por causa de Guardiola’, diz Fabregas

Barcelona, 23 dez (EFE).- O meia Cesc Fabregas afirmou nesta sexta-feira que nestes meses o Barcelona aprendeu uma ‘barbaridade’ com Josep Guardiola, já que o técnico, que deverá renovar seu contrato em junho, é ‘uma das razões pelas quais qualquer jogador deseja atuar no Barça’.

‘Isso só ele sabe (se renovará). Ele consegue motivar o grupo, não deixa ninguém relaxar e sempre está atento. Sempre foi meu sonho jogar no Barça e desde pequeno era um orgulho dizer que era jogador deste clube. E uma das razões pelas quais qualquer um deseja jogar no Barça é o próprio Guardiola’, disse o jogador.

No lançamento de suas novas chuteiras, a Puma Powercat 1.12, Fabregas explicou que o técnico é capaz de tirar o melhor de cada um dos jogadores e que nestes meses a equipe aprendeu uma ‘barbaridade’.

‘Para o clube e para os torcedores seria muito importante que Guardiola ficasse no Barcelona o maior tempo possível. Os jogadores são bons, mas ele é quem faz a maquinaria funcionar’, opinou.

Acompanhado por um brincalhão Papai Noel e um grupo de crianças, Fabregas também falou sobre o sorteio da Copa do Rei, que foi realizado nesta sexta-feira. Nas oitavas de final da competição, o Barcelona enfrentará o Osasuna, equipe que foi goleada por 8 a 0 na quarta rodada do Campeonato Espanhol.

‘É um rival complicado. O jogo de volta será em Pamplona e eles darão o máximo nesta Copa, que é uma dessas competições onde as equipes menores podem chegar na final e sempre há surpresa. Teremos que estar preparados’, advertiu o meio-campista.

Em relação à goleada pelo Campeonato Espanhol, Fabregas foi bem cauteloso: ‘Agora, eles estão na parte de cima da tabela e aquele resultado não reflete a temporada que Osasuna está fazendo’.

O sorteio da Copa do Rei também acabou antecipando o confronto de maior rivalidade do futebol espanhol. Isso porque, Barça e Real Madrid poderão se encontrar já nas quartas de finais. ‘Será o Real Madrid certamente. Seria melhor poder enfrentá-los mais adiante, porém, não temos o que fazer, eles sempre são uma equipe a ser batida’, lembrou.

Fabregas também falou sobre as palavras do técnico José Mourinho, que qualificou de ‘peladas’ as partidas disputadas pelo time rival no último Mundial de Clubes.

‘Se tivéssemos perdido teria sido um desastre para o Barcelona’, ironizou o jogador. ‘Não o considero assim porque é o que te faz carregar durante toda a temporada o escudo de campeão do mundo e esse prestígio ninguém nos tira. Se foram duas peladas foi porque jogamos bem’, completou.

Perguntado sobre quem poderia substituir o atacante David Villa na seleção espanhola, Fabregas foi taxativo: ‘Isso é coisa do técnico. Espero fazer uma boa temporada e que possa jogar mais com a Seleção. Mas, sigo acreditando que Villa chegará perfeito à Eurocopa e vai nos ajudar muito’. EFE