Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Satisfeita com 2011, Maurren vê concorrência forte por prêmio do COB

O Comitê Olímpico Brasileiro (COB) entregará o Prêmio Brasil Olímpico nesta segunda-feira para os melhores atletas do País. Maurren Maggi se diz satisfeita com sua performance em 2011, mas vê uma concorrência pesada ao lado de Fabiana Beltrame (remo) e Fabiana Murer (salto em altura), duas campeãs mundiais.

‘Acredito que neste ano as concorrentes são muito fortes. De qualquer forma, já estou muito feliz por estar entre as três melhores atletas do meu país. Isso é uma honra muito grande e tem grande importante para o meu esporte)’, disse a atleta do salto em distância.

Maurren decepcionou no Mundial de Daegu e não registrou marca na final, mas se redimiu na disputa dos Jogos Pan-americanos de Guadalajara. Ao ganhar o ouro no México, ela igualou o tricampeonado do triplista Adhemar Ferreira da Silva, seu maior ídolo no atletismo.

‘O ano de 2011 foi altamente positivo, já que o meu objetivo foi alcançado. Talvez não tenha dado tanta sorte no Campeonato Mundial, que seria uma conquista importante para a minha carreira, mas colocando na balança eu sabia que, sem dúvida nenhuma, seria um melhor negócio brigar pelo tricampeonato Pan-americano’, analisou.

Maurren conquistou o Prêmio Brasil Olímpico em duas ocasiões. Na temporada de 1999, ganhou após duas medalhas no Pan de Winnipeg, ouro no salto em distância e prata nos 100m com barreira. Em 2008, triunfou depois do histórico título olímpico nos Jogos de Pequim.