Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

São Paulo vence Coritiba e diminui a vantagem para o líder

Após abrir 4 a 0, equipe paulista sofre três gols, mas garante vitória fora de casa

Por Da Redação 28 jul 2011, 04h11

Depois de uma estreia repleta de frustração, o técnico Adílson Batista alcançou sua primeira vitória no comando do São Paulo em um emocionante 4 a 3 diante do Coritiba, em pleno Estádio Couto Pereira. Com o resultado, o time do Morumbi se isola na vice-liderança, com 25 pontos, na busca do líder Corinthians. Já o Coxa fica estacionado nos 14 pontos, apenas três acima da zona de rebaixamento.

Depois de começar a partida um pouco acuado o Tricolor conseguiu abriu o placar em um chute certeiro de Calinhos Paraíba, aos 17 minutos. Juan ampliou, aos 23 minutos, tocando por cobertura e enganando o goleiro Edson Bastos. Dagoberto fez o terceiro, sem muita dificuldade, aos 30 minutos.

A partida mudou de lado, mas os paulistas seguiam dominando. Aos nove minutos, aproveitando uma falha de Eltinho, Lucas dominou, viu o goleiro adiantado e marcou um belo gol. Rafinha, aos 22 minutos, com um petardo, descontou. Mesmo com um jogador a menos e em uma noite ruim, Bill fez mais um para a equipe do Alto da Glória, aos 29 minutos. O atacante fez mais um aos 41 minutos, mas já era tarde.

Na próxima rodada, o Coritiba terá pela frente o América Mineiro, domingo, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas. Já o São Paulo enfrenta no mesmo dia o Vasco da Gama, no Estádio do Morumbi, na capital paulista.

O jogo – O time da casa não se intimidou com o Tricolor Paulista e, logo no primeiro minuto, Rafinha abriu espaço, disparou a bomba e carimbou a trave de Rogério Ceni. A cada toque na bola de Dagoberto e Carlinhos Paraíba, a torcida coxa-branca pegava no pé. Rafinha tentava infernizar a zaga adversária e, aos sete minutos, partiu em velocidade até parar no desarme de Juan.

Continua após a publicidade

Depois de um ritmo inicial alucinante, o Coxa se recolheu um pouco, deixando campo para o São Paulo crescer. Aos 15 minutos, Eltinho fez o levantamento na área, Rogério cortou em um primeiro momento e Rafinha desperdiçou o rebote sobre a defesa. Mas, em um cochilo da defesa alviverde, aos 17 minutos, Carlos Paraíba pegou toque de Wellington e, de primeira, encheu o pé para o fundo das redes de seu ex-time.

O gol abalou o time da casa, que se mostrava nervoso na defesa. O Tricolor aproveitou o bom momento e ampliou a vantagem. Aos 23 minutos, Rhodolfo fez um lindo lançamento para Juan, que tocou pro cobertura e enganou Edson Bastos. O time paulista passou a dominar as ações e o terceiro gol era questão de tempo. Ele veio com Dagoberto, que entrou na área após troca de passes e tocou na saída do goleiro. A noite era dificil para o Alviverde. Aos 40 minutos, Davi recebeu cartão amarelo, reclamou e foi mais cedo para o chuveiro.

Depois do intervalo, o Coritiba voltou com Maranhão e Anderson Aquino para tentar reverter a delicada situação. O São Paulo, por sua vez, entrou com Cícero. A postura da equipe da casa até melhorou, mas quem assustava eram os visitantes. Aos cinco minutos, Jean lançou Dagoberto, que não alcançou. Até que, aos nove minutos, Lucas aproveitou mais um cochilo da defesa coxa-branca para dominar e encobrir Edson Bastos para fazer o quarto.

Com o jogo garantido, o São Paulo reduziu o ritmo e passou a administrar sua larga vantagem. Aos 18 minutos, em jogada individual, Dagoberto arriscou o chute e a bola passou à esquerda da meta. Aos 22 minutos, o Alviverde conseguiu descontar com Rafinha, que pegou sobra de bola e fuzilou para o fundo do gol. O gol animou o time da casa, que chegou ao segundo aos 29 minutos, com Bill, que mesmo caído empurrou para as redes.

O Coxa acordou e partiu para o ataque para tentar, pelo menos, terminar com uma diferença menos no placar. Aos 34 minutos, Éverton Ribeiro chutou sobre o braço de Rhodolfo e ficou pedindo pênalti, não marcado. Aos 41 minutos, para sacudir o estádio, Bill, de cabeça, fez mais um para o Alviverde. Porém, era tarde para o empate, mesmo com a expulsão de Denílson.

(com Agência Gazeta Press)

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês