Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

São Paulo goleia o Bragantino e avança à semifinal

Por Da Redação 21 abr 2012, 20h26

Por Demétrio Vecchioli

São Paulo – Luis Fabiano foi o nome da vitória do São Paulo sobre o Bragantino, por 4 a 1, neste sábado, no Morumbi, pelas quartas de final do Paulistão. Substituto de Rogério Ceni como capitão, o atacante honrou a braçadeira com um belo gol de falta, perdeu um pênalti em seguida, mas se redimiu com o gol que decidiu o jogo. Já são 11 gols dele em 11 jogos no ano.

A vitória classificou o São Paulo para a semifinal do Paulistão, no próximo fim de semana, novamente no Morumbi, contra Santos ou Mogi Mirim. O atacante, porém, não vai jogar. Ele recebeu um cartão amarelo numa falta boba no primeiro tempo e vai ter que cumprir suspensão. Ao Bragantino resta a disputa do Torneio do Interior.

O JOGO – Lançado ao ataque pelo técnico Emerson Leão, o São Paulo apresentou os mesmos defeitos e virtudes de sempre. Teve muito volume de jogo, criou chances, mas a defesa permitia que o Bragantino levasse perigo ao gol de Denis, que teve que trabalhar mais do que esperado contra um time pequeno.

O primeiro gol saiu graças numa jogada perfeita de Jadson. O meia deu bela enfiada para Fernandinho, que apareceu livre nas costas da zaga. Cara a cara com Rafael, o atacante teve sangue frio para bater de esquerda tirando do goleiro. De outro bom passe de Jadson saiu a melhor chance de Luis Fabiano no primeiro tempo. O atacante, porém, errou no domínio de bola, perdeu ângulo e chutou pelo lado.

O Bragantino começou a assustar no fim do primeiro tempo, num chute de Victor Ferraz que exigiu boa defesa de Denis. No intervalo, Marcelo Veiga mudou a formação do time, que voltou para o segundo tempo mais ofensivo. Em cinco minutos, foram duas boas chances de empatar, uma com Léo Jaime outra com Romarinho. Em ambas Denis defendeu no chão e salvou o São Paulo.

No momento em que o time do interior era melhor, o São Paulo fez o segundo. Luis Fabiano deu uma de Rogério Ceni, bateu falta com perfeição, no ângulo, e ampliou. O gol animou a equipe, que foi em busca do terceiro. Dois minutos depois, Fernandinho sofreu pênalti. Luis Fabiano bateu mal e Rafael pegou.

A pressão continuou, Lucas acertou a trave, Piris exigiu boa defesa de Rafael, mas a zaga continuava falhando. Aos 19 minutos, após cobrança de escanteio da esquerda, Junior Lopes cabeceou no meio da área e Denis não conseguiu segurar. Era o primeiro gol do Bragantino.

Só aí é que Emerson Leão resolveu cuidar da marcação do time. Trocou Jadson por Casemiro e o volante, comparado com Kaká pelo treinador (“um craque que fica no banco”), mais uma vez resolveu. Achou Luis Fabiano na área, o atacante matou no peito e finalizou sem chances para Rafael.

Continua após a publicidade

O jogo já estava decidido, tanto que Leão tirou Lucas para que o garoto fosse ovacionado pela torcida. Entrou Osvaldo, que, motivado, fez o quarto gol, aos 38 minutos, e ainda carimbou a trave num chute errado um pouco depois.

FICHA TÉCNICA:

SÃO PAULO 4 X 1 BRAGANTINO

SÃO PAULO – Denis; Piris, Paulo Miranda, Rhodolfo (João Filipe) e Cortez; Denilson, Cícero e Jadson (Casemiro); Lucas (Osvaldo), Fernandinho e Luis Fabiano. Técnico: Emerson Leão.

BRAGANTINO – Rafael; Junior Lopes, André Astorga e Luiz Henrique (Léo Jaime); Victor Ferraz, Serginho, Cambará (Wellington), Fernando Gabriel e Eder; Romarinho (Paulo Roberto) e Giancarlo. Técnico: Marcelo Veiga.

GOL – Fernandinho, aos 19 minutos do segundo tempo. Luis Fabiano, aos 7 e aos 23, Júnior Lopes, aos 19, e Osvaldo, aos 38 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Wilson Luiz Seneme (Fifa).

CARTÕES AMARELOS – Luis Fabiano, Paulo Miranda, Eder, Victor Ferraz, Welliton e Luiz Henrique.

RENDA e PÚBLICO – Não disponíveis.

LOCAL – Estádio do Morumbi, em São Paulo.

Continua após a publicidade
Publicidade