Clique e assine a partir de 9,90/mês

Santos desiste de contratar argentino Martínez

Por Da Redação - 10 jul 2012, 19h40

Por Sanches Filho

Santos – O Santos fracassou na tentativa de anunciar um dos reforços “pesadões” pedidos por Muricy Ramalho antes da quase certa perda de Ganso. Com o dinheiro que deve entrar nos cofres do clube com a negociação dos direitos do meia com a DIS (empresa do Grupo Sonda de investimento no futebol) a ideia era contratar às pressas um substituto de qualidade para o meia.

E os encarregados da missão foram o vice-presidente Odílio Rodrigues Filho e o superintendente de futebol Felipe Faro. Os dois viajaram para a Argentina na segunda-feira com a certeza de que, desta vez, retornariam com Martínez, do Vélez Sarsfield, mas novamente voltaram de mãos abanando.

Na semana passada, Odílio e Faro se entusiasmaram com a vontade demonstrada por Martínez de jogar no Santos, ao lado de Neymar, mas esbarraram na exigência do clube argentino, que pedia pagamento à vista dos US$ 3 milhões (aproximadamente R$ 6 milhões) dos seus 50%.

Continua após a publicidade

Desta vez, o Santos acertou com o Vélez , mas não houve acordo com o pai do jogador.

Empolgado com ofertas do Corinthians e do Atlético-MG, além de pedir salário mensal considerado fora da realidade pelo santistas, ele também exigia que o Santos comprasse também os 50% do seu filho, por US$ 3 milhões.

“O Santos não entra em leilão”, avisou Odílio. “Para nós, as negociações estão encerradas. Conseguimos acertar a parte do Vélez, mas com o pai do jogador foi impossível chegarmos a um acordo. Fizemos uma proposta boa, dentro do que consideramos razoável, mas a nossa oferta foi recusada”, explicou.

De acordo com os dirigentes santistas, não é motivo para desespero porque Martínez não era o único jogador pretendido. Além do volante canhoto Ariel Cabral, de 24 anos, que poderá ser comprado do Vélez por um grupo de investidores e ser cedido de graça, há outros nomes em pauta. Um deles seria o centroavante André, que brilhou ao lado de Neymar e Ganso na conquista dos títulos do Campeonato Paulista e da Copa do Brasil em 2010, e que está na reserva no Atlético-MG.

Continua após a publicidade

Mas, como de costume, o Santos desconversa sobre o assunto. “Sondagens são normais no futebol”, disse Pedro Luiz Nunes Conceição, membro do Conselho Gestor, nesta noite de terça-feira.

Publicidade