Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Roth elogia organização tática do Cruzeiro para não sofrer gols

Por Da Redação - 27 maio 2012, 00h12

Apesar de ainda não ter vencido no Campeonato Brasileiro, o técnico Celso Roth avaliou que o Cruzeiro apresentou evolução se comparado com o primeiro jogo contra o Atlético-GO, na estreia da competição nacional. Segundo ele, o time celeste já apresentou melhor organização tática e cumpriu o objetivo de não sofrer gols.

‘O primeiro tempo foi muito bem. No segundo, sentimos um pouco o campo, até o condicionamento, com jogadores chegando, o (William) Magrão entrou bem. Mas o Charles está há mais tempo no Cruzeiro, então dificultou um pouco mais. Confirmamos o primeiro passo, que era não levar gols, e agora temos que partir para outra situação. A organização tática da equipe está muito boa, todo mundo sabe o que tem que fazer, fechando os espaços e isso está claro’, disse.

O treinador cruzeirense pretende usar o tempo que terá até o próximo jogo, no dia 7 de junho, contra o Botafogo, no Engenhão, para acertar os erros para que o Cruzeiro, além de não tomar gols, possa balançar as redes adversárias, o que ainda não aconteceu neste Brasileiro. Roth sabe que a pressão por resultado existe, mas frisa que o placar deste sábado não foi tão ruim pelas condições do gramado do estádio dos Aflitos.

‘Agora tempos 10, 12 dias para trabalhar. Vamos melhorar está situação tática, mas melhorar principalmente a organização para chegar ao gol do adversário e ganhar os jogos. A gente sabe que no futebol é assim, passo a passo. Para trabalhar em time grande, os resultados são para ontem, e estamos cumprindo. Jogar aqui nos Aflitos é sempre complicado, temos que competir, literalmente é uma guerra, e o Cruzeiro está de parabéns porque fez isso’, declarou.

Publicidade