Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Rosângela quer índice olímpico nos 100m em Belém

Por AE

Belém – O GP de Belém de atletismo, neste domingo, na capital do Pará, abre o calendário de provas internacionais no Brasil. E a competição pode marcar a classificação de Rosângela Santos para os Jogos Olímpicos de Londres. A carioca, que correu os 100 metros em 11s24, na semana passada, em São Paulo, quer tirar em Belém os dois centésimos que faltam para chegar ao índice.

“Encaixei bem a prova e o resultado foi bom. Espero ter uma prova perfeita também em Belém para conseguir o índice”, disse ela, que terá fortes concorrentes à medalha de ouro. Nas raias ao lado, verá Ana Cláudia Lemos, brasileira pré-classificada para Londres porque ficou entre as 10 melhores do ranking mundial em 2011, a nigeriana Oludamola Osayomi e a norte-americana Alexandria Anderson, outras que fecharam a temporada passada no top10.

Expectativa de índice também nos 200m, prova para a qual o Brasil já tem Bruno Lins pré-convocado e Aldemir Gomes da Silva Junior e Sandro Viana com índice. “Esta lista vai ganhar mais gente”, comemora o técnico Katsuhico Nakaya. “E isso é muito positivo para o esporte”, lembrando de nomes como Nílson André, Jefferson Lucindo e Diego Cavalcanti. Só outros dois, além de Lins, podem ir a Londres nesta prova.

Enquanto isso, outros brasileiros já classificados para a Olimpíada querem melhorar suas marcas em Belém. Caso, por exemplo, de Mauro Vinícius da Silva, o Duda, no salto em distância. “Quero saltos em torno dos 8,00m. De repente, acerto um e vou mais longe”, disse o paulista, que obteve 8,28m, seu recorde pessoal, para ser campeão mundial indoor em março.

A pernambucana Keila Costa está classificada no salto triplo, mas quer participar também da prova em distância na Olimpíada. “Vou fazer o triplo e o salto em distância em Belém. Meu objetivo é fazer as duas provas em toda a temporada e, se, possível, na Olimpíada de Londres”, comentou.