Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Roni tenta explicar empate do Figueirense: Nosso time vacilou

A máxima futebolística que diz ‘virou três, acaba seis’, não se concretizou neste domingo, no confronto entre Figueirense e Joinville, pela terceira rodada do segundo turno do Campeonato Catarinense. O Furacão estava vencendo por três gols de diferença, mas no retorno do intervalo bobeou e acabou cedendo o empate, por 3 a 3, aos adversários.

Nas palavras do meia Roni, o time ‘vacilou’, principalmente porque os três gols do JEC saíram em um curto espaço de tempo – menos de cinco minutos – semelhante ao que aconteceu na disputa com o Criciúma, no primeiro turno do Estadual.

‘Acho que ninguém ia imaginar que nós iríamos tomar três gols tão rápidos como tomamos. Nosso time vacilou, mas agora é levantar a cabeça, não adianta a reclamar. Estamos aprendendo isso aos poucos, foi assim contra o Criciúma, agora o Joinville’, declarou em entrevista coletiva após a partida.

Entretanto, o jogador ressaltou a qualidade da equipe durante o primeiro tempo de jogo, quando o Figueirense não deu espaço ao adversário e conseguiu marcar os três gols: ‘Nosso time começou muito bem, os gols que tinham para ser feitos nós fizemos, aproveitamos as oportunidades, mas no segundo tempo o nosso time caiu. Nosso time vacilou, porque o jogo só acaba quando o juiz apita’.

O próximo confronto do Figueirense no Campeonato Catarinense será contra o atual líder do segundo turno da competição, o Metropolitano, que ainda não foi derrotado neste turno. A partida acontece às 16 horas (de Brasília) do próximo domingo, no estádio do Sesi, em Blumenau.

‘Será mais um jogo super difícil. É um time crescente e vamos para Blumenau respeitando o Metropolitano, que nos incomodou bastante aqui em Floripa. Vamos respeitar, mas vamos atrás dos três pontos’, finalizou Roni.