Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Rivalidade motiva seleção de vôlei diante da Argentina

Por Da Redação 15 nov 2011, 15h44

Por AE

Tóquio – Depois de duas derrotas seguidas, para Itália e Japão, a seleção brasileira feminina de vôlei volta a jogar nesta quarta-feira, quando enfrenta a Argentina, a partir das 7h20 (horário de Brasília), em Tóquio, no Japão. Apesar de praticamente não ter mais chances de terminar a Copa do Mundo entre as três primeiras colocadas, o que lhe daria vaga na Olimpíada de Londres, o Brasil entra em quadra com a obrigação de reagir na competição e confirmar o favoritismo diante das argentinas.

“O jogo com as argentinas é importante. Nesse campeonato não existe time fraco. Precisamos voltar a vencer. Toda partida aqui é decisiva. Temos que ganhar bem esses três últimos jogos”, afirmou a central Thaisa, lembrando que, depois da Argentina, o Brasil ainda fará mais duas partidas na Copa do Mundo, contra Argélia e República Dominicana, quando tentará melhorar a sua classificação atual – aparece apenas na sexta posição, bem longe das primeiras colocadas.

Para ajudar nessa reação, nada melhor do que um confronto cheio de rivalidade para animar as brasileiras. “Enfrentar a Argentina sempre tem um gostinho especial por toda a rivalidade que existe entre os dois países. Sempre entramos motivadas para enfrentá-las”, contou Thaisa, umas das titulares do time do Brasil. “O jogo com a Argentina é um clássico. Elas tiveram uma boa participação no Grand Prix e estão evoluindo”, avaliou o técnico José Roberto Guimarães.

Continua após a publicidade
Publicidade