Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Renovado, São Paulo encara 1ª ‘decisão’ no Paulistão

Por Da Redação 21 abr 2012, 07h45

Por Fernando Faro

São Paulo – Irritada com a apatia da equipe no ano passado, a diretoria são-paulina apostou suas fichas em uma reformulação profunda no elenco para a atual temporada. Depois de 19 partidas de uma primeira fase enfadonha, o São Paulo entra em campo neste sábado, às 18h30, no Morumbi, para decidir com o Bragantino uma vaga nas semifinais do Campeonato Paulista e encarar seu primeiro teste em decisões.

A boa campanha na fase inicial do Paulistão, o grupo experiente e o fato de jogar no Morumbi dão o favoritismo ao São Paulo, mas a equipe terá pela frente um rival que não conseguiu vencer no campeonato (empatou por 3 a 3, em Bragança Paulista) e encara o perigo de decidir seu futuro em uma única partida, quando a derrota significaria uma eliminação precoce.

Os jogadores tentam amenizar o discurso de favoritismo para evitar o clima de “já ganhou” por parte da torcida e também para não inflamar o adversário. “O Bragantino sempre consegue chegar às fases finais, o São Paulo sempre chega às decisões. Mas, para chegar a mais uma, primeiro precisa vencer. Supostamente existe um favoritismo nosso, mas só acredito nisso quando se confirma em campo”, afirmou o técnico Emerson Leão.

Leão vai mandar a equipe a campo com Fernandinho, Lucas e Luis Fabiano no ataque, para furar a esperada retranca do Bragantino. O técnico aposta na velocidade dos seus homens de frente para resolver o jogo, mas durante a semana trabalhou insistentemente a bola parada. Dos últimos 18 gols marcados, 11 foram em jogadas desse tipo.

Outra prioridade é apagar a má impressão deixada na derrota para o Linense, no último domingo, que interrompeu uma série de 11 vitórias consecutivas e custou a perda da liderança para o Corinthians justamente na rodada final da fase de classificação do campeonato.

A partida também marca o retorno do São Paulo ao Morumbi após mais de um mês. E até agora, a casa são-paulina tem sido uma poderosa aliada. Foram sete vitórias e dois empates nos nove jogos disputados no ano no estádio, porcentual que anima os jogadores para o duelo deste sábado.

“Sabemos da capacidade do nosso grupo e espero que nada de mau aconteça. Com certeza, quando a gente está no Morumbi diante da nossa torcida, temos 80% de chance de vencer qualquer jogo”, analisou o meia Cícero, que volta à equipe após cumprir suspensão.

O perigo mora nos outros 20% que podem transformar a expectativa de festa no vexame de uma eliminação precoce. “Não seria um vexame. O Bragantino é uma equipe chata, não chegou à toa”, disse Cícero. Resta saber se a torcida irá concordar com uma eventual derrota neste sábado.

Continua após a publicidade
Publicidade