Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Renault mudou palavras de Kubica, diz agente do piloto

Por AE

Roma – Após a Renault anunciar que Robert Kubica não estará pronto para voltar a competir pela equipe no início da temporada de 2012 da Fórmula 1, o agente do polonês acusou a escuderia de ter alterado declarações do piloto por meio do comunicado oficial que distribuiu na última quarta-feira.

Em entrevista ao jornal italiano La Gazzetta dello Sport, Daniele Morelli negou que Kubica não estará preparado para pilotar na primeira parte do Mundial de F1 de 2012, que começará em março. A equipe relatou que o próprio piloto ligou para avisar que “não estava certo de que estará pronto para a temporada 2012”.

Morelli, porém, disse que essa versão da Renault não condiz com as declarações do piloto. “Não entendo por que a Renault mudou as palavras de Robert”, disse o agente, para depois esclarecer que ele só poderia perder as primeiras provas de 2012. “Não é verdade que ele não estará pronto para 2012, ele disse que não estava seguro para estar pronto para os primeiros testes em fevereiro. Contamos e esperamos estar prontos, mas, de qualquer forma, o atraso será de alguns meses”.

Kubica ficou fora de toda a temporada de 2011 da Fórmula 1 depois de ter sofrido um grave acidente durante uma prova de rali, em fevereiro, na Itália. Ele vem se recuperando progressivamente dos graves ferimentos que o obrigaram a passar por uma série de cirurgias, e a expectativa era a de que ele voltasse a ser o piloto titular da Renault a partir do próximo ano.

A temporada de 2012 começará no dia 18 de março, no GP da Austrália, no qual ainda não é certo quem será o companheiro do russo Vitaly Petrov na Renault. O brasileiro Bruno Senna vem ocupando o lugar que seria de Kubica, após substituir o alemão Nick Heidfeld, demitido durante esta temporada. O francês Romain Grosjean, terceiro piloto da equipe, também aparece como opção para a vaga aberta pelo polonês.

E, embora a Renault tenha confirmado que já negocia a renovação do contrato de Kubica e tenha dito, inclusive, que um carro de testes será disponibilizado para o polonês poder voltar aos poucos à F1 em 2012, o agente do piloto sinalizou que agora poderá buscar “soluções alternativas” e lembrou que o compromisso do polonês com a escuderia se encerra no final do ano. “(O contrato) Não se estende até 2012, termina no final de dezembro, então, a partir de 1.º de janeiro, estamos liberados para irmos para a direção que quisermos”, enfatizou.