Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Redknapp é declarado inocente das acusações de evasão fiscal

Por Da Redação 8 fev 2012, 11h38

Londres, 8 fev (EFE).- O treinador do Tottenham, Harry Redknapp, foi declarado inocente, nesta quarta-feira, das acusações de evasão de impostos na Inglaterra que pesavam contra ele.

O técnico inglês, de 64 anos, enfrentava acusações por deixar de declarar 225 mil euros que recebeu em uma conta de Mônaco entre 2002 e 2007, procedentes de Milan Mandaric, presidente do Portsmouth quando Redknapp era técnico do clube.

Atual proprietário do Sheffield Wednesday, o sérvio foi declarado inocente pelo tribunal londrino, que não considerou provado que o dinheiro transferido a Redknapp foi um pagamento oculto por seu trabalho no clube.

Após escutar o veredicto, Redknapp celebrou o fim de um ‘pesadelo’ que durou quase cinco anos e afirmou que ‘o caso nunca deveria ter chegado a um tribunal’.

Durante as três semanas que durou o julgamento, o inglês argumentou que o dinheiro que Mandaric transferiu para sua conta monegasca foi um ‘gesto de amizade’, sem relação alguma com seu trabalho como técnico do Portsmouth.

O técnico inglês, um dos grandes nomes para suceder o italiano Fabio Capello à frente da seleção Inglesa após a Eurocopa deste ano, saiu do tribunal acompanhado do seu filho, o ex-jogador Jamie Redknapp, que se mostrou ‘aliviado com o término do processo’.

O treinador do Tottenham ressaltou, além disso, que nunca esquecerá o ‘apoio’ que recebeu dos torcedores dos ‘Spurs’.

Em sua etapa no Portsmouth, Redknapp conquistou a Copa da Inglaterra, em 2008, enquanto no banco do Tottenham, que dirige há quatro temporadas, alcançou as quartas de final da Liga dos Campeões no ano passado. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade