Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Real Madrid vence no Camp Nou e fica perto do título

Por Da Redação 21 abr 2012, 16h58

Por AE

Barcelona – Noventa minutos de bola rolando no Camp Nou neste sábado puseram abaixo muitas das certezas que se tinha a respeito do futebol atual. O Real Madrid encerrou a freguesia recente, venceu o Barcelona por 2 a 1 no Camp Nou e mostrou que o melhor time do mundo não é imbatível mesmo jogando na sua casa.

O resultado dá a certeza de que o Real Madrid será campeão espanhol. O time de José Mourinho tem sete pontos a mais que o seu maior rival (88 a 81), faltando quatro rodadas apenas a serem jogadas. O Real ainda enfrenta Sevilla, Athletic Bilbao, Granada e Mallorca e teria que perder três vezes para ficar sem o título.

Melhor do mundo, Messi não brilhou. Fez a jogada que originou o gol de empate do Barcelona, mas não passou disso. O argentino, surpreendentemente, foi muito bem marcado por Pepe. O luso-brasileiro, tantas vezes contestado, não deixou o campo sem seu cartão amarelo, mas não arranjou nenhuma briga e, o mais importante, segurou muito bem o ataque catalão. Pepe ainda participou do primeiro gol, aos 16 minutos de jogo. Cabeceou firme, Valdés salvou, e Khedira fez no rebote. O alemão estava ligeiramente impedido no lance.

Decisivo mesmo foi Cristiano Ronaldo. O português fez o gol da vitória, aos 27 minutos do segundo tempo, completando um rápido contra-ataque. Di Maria começou a jogada, mas foi Özil quem deu o excelente passe em profundidade para o atacante driblar Valdés e marcar o segundo do Real.

Ao balançar as redes no Camp Nou, Cristiano Ronaldo chegou a 42 gols no Campeonato Espanhol. Não apenas assumiu a artilharia isolada (Messi tem 41) como também bateu seu próprio recorde como de maior número de gols de um mesmo jogador numa só temporada do Espanhol.

Este não foi o único recorde batido nesta noite em Barcelona. Após 34 rodadas, o Real Madrid tem 109 gols, melhor marca de um time numa única temporada do Espanhol. O recorde pertencia ao próprio clube madrilenho, que em 1989/1990 fez 107 gols no torneio.

A derrota foi a primeira do Barcelona na sua casa nesta temporada. O último revés dos catalães no Camp Nou pelo Espanhol havia sido na abertura do campeonato passado, para o Hércules. Depois disso, foram 31 vitórias e três empates.

O resultado deve interferir no desfecho da Liga dos Campeões também. Na terça-feira, o Barcelona recebe o Chelsea, precisa vencer para ir à final, mas não ostenta mais a fama de imbatível em casa. Já o Real Madrid, ao vencer seu maior rival pela primeira vez na temporada, prova para si mesmo que pode bater qualquer adversário. Agora, o time se concentra em vencer o Bayern de Munique, quarta, no Santiago Bernabéu para, quem sabe, encarar novamente o Barcelona na decisão da Liga.

Continua após a publicidade
Publicidade