Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ralf diz ter ficado chateado com ‘desrespeito’ do capitão Chicão

A atitude de Chicão, de pedir para não ficar fora da partida contra o São Paulo ao saber que começaria no banco de reservas, foi lamentada por Ralf, outro líder do elenco do Corinthians. Segundo o volante, o zagueiro e capitão da equipe se mostrou desrespeitoso com o clube e o colega de time que o substituiu na noite desta quarta-feira – no caso, o zagueiro Wallace.

‘Não era o que esperávamos, ficamos tristes. Não é desrespeito com a gente, mas com a diretoria, que nos dá todo respaldo, e também com o jogador que entrou no lugar dele’, disse o jogador, sem poupar Chicão de crítica. ‘O Fábio Santos é um exemplo pela dedicação de, voltando de lesão, ficar no banco e ir para o jogo. Tem que ter esse espírito’, concluiu Ralf.

Fábio Santos foi novidade de última hora no clássico conttra o São Paulo. O lateral esquerdo foi relacionado às pressas nesta quarta-feira, o que se soube apenas no momento em que o ônibus com a delegação corintiana chegou ao Morumbi. Ele se recuperava de cirurgia na clavícula esquerda e voltaria daqui a aproximadamente 20 dias, mas surpreendeu e entrou em campo para substituir o zagueiro Leandro Castán, que fazia as vezes de lateral, ainda na primeira etapa.

Chicão, por sua vez, só havia ficado fora de alguma partida por motivo de lesão ou suspensão. Comunicado por Tite na terça-feira que iria para o banco de reservas, ele treinou entre os reservas e, à noite, pediu para deixar a concentração no hotel e não participar do jogo. A alegação era de que ele havia ficado abalado e poderia acabar atrapalhando o resto do time.

No início da noite desta quarta-feira, em entrevista à Rádio Bandeirantes, o defensor disse que não via problema ser reserva também no domingo que vem, diante do Bahia. ‘Sem dúvida nenhuma, irei para o jogo. E se precisar entrar durante o jogo, vou entrar. Não quero ajudar o Tite, quero ajudar o Corinthians’, comentou o jogador, que negou existir racha no elenco.