Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Presidente do Atlético-GO lamenta baixo público no Serra Dourada

Por Da Redação 24 Maio 2012, 14h52

O Atlético-GO, único clube que representa Goiás no Campeonato Brasileiro da Série A, tem apenas a oitava maior torcida do estado. Pelo menos é o que mostra as pesquisas locais, que apontaram o Dragão abaixo de Goiás, Corinthians, Flamengo, Vila Nova, São Paulo, Palmeiras e Vasco, respectivamente.

No ano passado, a torcida atleticana foi apenas a 25na que mais compareceu aos estádios, levando uma média inferior a clubes de divisões menores, como Itumbiara, Joinville, Vitória, Náutico, Paysandu, Sport e Santa Cruz.

Mesmo com estes dados, a diretoria do Atlético-GO decidiu aumentar os preços dos ingressos, que agora passarão a custar R$ 30,00, para este segundo semestre. O presidente do Dragão, Valdivino de Oliveira, afirmou que o preço não influencia nos baixos públicos, que são causados pelo ‘desinteresse dos torcedores’.

‘Não é o preço alto que vai levar 4 ou 5 mil torcedores para o estádio. Nós fizemos jogos de graça contra o Rio Verde no Campeonato Goiano, por exemplo. Colocamos 6 mil ingressos para trocas de graça e foram apenas 3 mil. Então não é o preço que leva o torcedor ao estádio, mas sim o interesse no jogo’, disse o mandatário à Rádio 730, de Goiânia (GO).

Neste sábado, às 18h30 (de Brasília), a torcida do Atlético-GO terá a chance de levar um bom público ao Estádio Serra Dourada, onde o Dragão recebe a Ponte Preta, pela segunda rodada do Brasileirão.

Continua após a publicidade
Publicidade