Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Por reação do Palmeiras, Henrique ignora política e crise nos bastidores

Por Da Redação 26 out 2011, 06h42

O Palmeiras atravessa um momento de intensa disputa política entre seus conselheiros e ainda tem de enfrentar uma crise nos bastidores pelo afastamento do atacante Kleber. Porém, o time tenta se manter fora da turbulência. O zagueiro Henrique alega que já tem muita a pensar dentro de campo e, por isso, não se envolve com os demais assuntos.

‘Isso não nos influencia. Temos muita coisa para nos preocupar, como o problema no campo, que temos de resolver. Vamos pensar só em jogar e isso não nos afeta. Falta mesmo uma conscientização para colocarmos em campo’, afirmou.

Na noite de segunda-feira, o Conselho Deliberativo do clube deu o primeiro passo no caminho das eleições diretas no Palmeiras, em meio ao apoio de um grupo de manifestantes, mas Henrique sequer sabe exatamente o que aconteceu.’Não acompanhei nada. Temos muita coisa dentro de campo para resolver e essas questões são as pessoas de fora que têm de arrumar. Jogador tem de jogar bola. Essas outras coisas a diretoria resolve’, acrescentou.

Henrique evitou se desconcentrar também com especulações que envolvem seu nome. Emprestado pelo Barcelona ao Palmeiras até o meio da próxima temporada, o atleta foi apontado como possível reforço do Internacional, mas nega qualquer intenção de transferência.

‘Não estou pensando em nada disso e nem sabendo do Inter, meu pensamento só está no Palmeiras, que é um clube grande, de tradição e sabemos que tem condições de títulos. Se não está dando certo agora, no ano que vem nós vamos buscar’, salientou.

Enquanto isso, Kleber procura um novo clube para jogar na próxima temporada, já que não está nos planos do técnico Luiz Felipe Scolari. Henrique elogia o colega, mas confia no restante do elenco.

‘O Kleber é um grande jogador, de muita qualidade. Mas o Palmeiras tem jogadores à altura também para substituí-lo. Eles é que tem de resolver este problema. Os jogadores que entram têm de se conscientizar que o Kleber vinha nos ajudando e que precisam fazer o mesmo’, concluiu.

O Palmeiras ocupa a modesta 13posição no Campeonato Brasileiro, com 41 pontos, e tem novo compromisso no domingo, contra o Atlético-MG, em Sete Lagoas.

Continua após a publicidade
Publicidade