Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Plateia de Real x Barça é ‘de teatro’ – e a violência inexiste

Público no Bernabéu é bem diferente das torcidas nos clássicos brasileiros

Por Da Redação 15 abr 2011, 12h56

Do lado de fora, pode haver troca de provocações. Ir ao superclássico espanhol, porém, é absolutamente seguro – mesmo para quem torce abertamente para o time visitante

Quem já assistiu a algum grande clássico entre clubes brasileiros na arquibancada fica surpreso ao ver o duelo entre Real Madrid e Barcelona no estádio. Apesar da explosiva rivalidade entre os clubes e da importância de todos os confrontos entre as equipes – afinal, os superclássicos espanhóis são quase sempre decisivos -, a participação dos torcedores é muito menos intensa do que se imagina. Como os ingressos acabam ficando nas mãos dos sócios – e os que sobram vão parar nas mãos dos cambistas, com preços salgados -, o público do clássico é similar a uma platéia de teatro: acompanha e reage a cada lance, mas segue o jogo como se estivesse vendo um espetáculo.

Se nos estádios brasileiros a maioria dos torcedores é formada por jovens, as partidas entre Real e Barcelona no Estádio Santiago Bernabéu, em Madri, costumam ter espectadores com uma média de idade maior. É dos torcedores mais antigos (e mais ricos) o privilégio de ter um lugar cativo para a temporada inteira. Também é grande o contingente de turistas que pagam centenas de euros aos cambistas para conseguir a oportunidade de acompanhar o jogo ao vivo. Nas filas que se formam antes da abertura dos portões (filas desnecessárias, aliás, já que todos os lugares são marcados e o acesso às cadeiras é fácil e rápido) é possível ouvir muitos idiomas diferentes.

Outra cena inusitada para quem está acostumado a frequentar estádios no Brasil é a convivência relativamente pacífica entre torcedores das duas equipes. Do lado de fora, pode haver troca de provocações e eventuais duelos de grupos de torcedores cantando seus hinos. Ir ao superclássico espanhol, no entanto, é absolutamente seguro. Dentro do estádio, a torcida visitante fica num setor separado, mas muitos intrusos compram bilhetes de cambistas e acompanham a partida no meio dos torcedores da casa. Mesmo em Madri, vestem a camisa do Barça, comemoram gols do time e não são incomodados. Num grande espetáculo, afinal, não existe clima para brigar com ninguém.

Leia também:

Leia também: entre os “vira-casacas” que fizeram história no duelo, dois brasileiros

Continua após a publicidade
Publicidade