Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Pinheiros e Uberlândia vencem e forçam quinto jogo nas quartas

Mesmo tendo saído começado a série melhor de cinco jogos, válida pelas quartas de final do NBB, com duas derrotas, o Pinheiros/Sky conseguiu a reação e, nesta terça-feira, venceu o Cia do Terno/Romaço/Joinville pelo placar de 77 a 71, empatando o confronto em 2 a 2.

A quinta e decisiva partida será disputada na próxima sexta-feira, às 20h, no ginásio Henrique Villaboim, em São Paulo, casa do Pinheiros.

O ala Shamell, do Pinheiros, saiu de quadra como o cestinha da partida, com 27 pontos anotados. Além dele, Olivinha também fez boa partida pelo time paulistano, com um double-double de 12 pontos e dez rebotes. Pelo time catarinense, o armador Kojo Mensah foi quem mais brilhou, com 18 pontos. O pivô Shilton também teve boa atuação, com dez pontos e dez rebotes, um double-double.

Logo no início do primeiro quarto, paulinho Boracini anotou seis pontos consecutivos e colocou o Pinheiros na liderança do placar. O Joinville ainda conseguiu equilibrar as ações mas o time de foi quem terminou a primeira etapa com vantagem de um ponto (14 a 13).

O time da casa até melhorou no segundo quarto, mas o Pinheiros seguiu melhor no jogo e foi para os vestiários vencendo pelo placar de 34 a 27.

Após o intervalo, rapidamente o time visitante conseguiu colocar nove pontos de folga no marcador, mas os catarinenses logo conseguiram a reação e fizeram a desvantagem cair para 41 a 39. O equilíbrio no confronto de manteve e o terceiro quarto terminou com o placar de Centreventos Cau Hansen, em Joinville (SC), mostrando 48 a 44.

Na última etapa a equipe paulistana mais uma vez abriu vantagem confortável no jogo, colocando 57 a 48 no placar, mas, após três minutos sem pontos, o Joinville empatou a partida em 57 a 57.

Apoiado pela torcida local, o Joinville conseguiu chegar a liderar o placar por três pontos, faltando 40 segundos para o final. Mas, com um arremesso de três pontos de Marquinhos, o Pinheiros igualou a contagem em 61 a 61.

Nos segundos finais, os times continuaram iguais e o jogo terminou 63 a 63, forçando a realização da prorrogação.

No tempo extra, o Pinheiros começou melhor e logo pôs seis pontos de vantagem no placar: 69 a 63. A equipe mandante tentou, mas não conseguiu reagir.

‘Não começamos bem a série e a cada jogo buscamos nos superar para conseguirmos chegar ao quinto jogo em casa. No basquete, nem sempre se ganha só com garra e muito menos só com talento. Acho que o nosso desafio para essa decisão é tentarmos aliar tudo isso para conseguirmos a vaga para as semifinais’, declarou Juan Pablo Figueroa, armador do Pinheiros.

Já André Goes, do Joinville, lamentou o fato de não ter fechado a série, mas elogiou o apoio dos que compareceram ao jogo. ‘Tivemos uma grande chance em São Paulo e mais uma nesta terça. A torcida foi fantástica e nos apoiou o tempo inteiro. Temos que recuperar a consistência dos primeiros jogos para conseguirmos vencer lá na casa deles e fazermos mais jogos em Joinville, que eles merecem’, disse o ala/armador.

Quem também venceu nesta terça foi a equipe do Uberlândia. Jogando em seus domínios, os mineiros superaram o Flamengo, pelo placar de 87 a 78, e também forçaram a realização da quinta partida para definir o semifinalista. O próximo jogo será na sexta, às 19h, no Tijuca Tênis Clube, no Rio de Janeiro (RJ).

O pivô Lucas Cipolini foi o grande nome da partida, com um double-double de 22 pontos e dez rebotes. Pelo lado rubro-negro, quem mais brilhou foi Marcelinho, que saiu do Uberlândia Tênis Clube com 19 pontos anotados.