Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Perrella cobra nova postura e minimiza declarações de Gilberto

Insatisfeito com os últimos resultados do Cruzeiro, o presidente Zezé Perrella, compareceu nesta sexta-feira, à Toca da Raposa, para cobrar dos jogadores cruzeirenses. Segundo o dirigente, chegou o momento de uma mudança de postura dos atletas dentro de campo, para que as vitórias voltem a fazer parte da rotina.

‘O momento todos nós estamos vendo, a equipe caiu de uma maneira inexplicável, é preocupante nossa situação. Vou conversar com os jogadores e cobrar como eu sempre fiz. Podemos até perder, como foi no jogo com o Santos, porém, lutamos até o fim. Em alguns jogos eu senti a equipe assim, meio dispersa. Cada jogador pode dar um pouco mais’, declarou.

Questionado sobre a queda de rendimento do time, Perrella afirmou que não teme cair para série B, e que pensa no mínimo em uma vaga na Copa Sul-americana. ‘Eu não tenho medo de segunda divisão pela equipe que nós temos. Temos que pelo menos ficar entre o grupo da Copa Sul-americana, porque realmente o título está longe. Nós só vamos sair desta situação com cada um se doando mais. Como eu sempre falei, só ficará no Cruzeiro quem quiser’, garantiu.

Outro assunto que foi abordado na entrevista coletiva com o presidente celeste foi a polêmica gerada pelas declarações do jogador Gilberto, que reclamou de atletas como o goleiro Fábio e o armador Roger. Perrella minimizou o ocorrido, mas deixou claro que vai conversar com o veterano, e frisou que só joga no Cruzeiro quem quer.

‘Eu tenho uma relação muito boa com o Gilberto, Vou esperar ele se recuperar. Vou respeitar o momento dele. Depois vamos ter uma conversa. O jogador tem que querer estar no Cruzeiro. Isso vale para todos, Fábio, Roger, Gilberto, Fabrício. Mas acho que neste momento, o torcedor tem que cobrar de todo mundo igual, de todos os jogadores e da diretoria. Agora, este tipo de declaração do Gilberto eu levo mais no campo da emotividade e da cabeça quente’, disse.

Por fim, o presidente negou que haja problemas de relacionamento no elenco do Cruzeiro. ‘Eu não acho que o grupo está rachado. Quando as coisas estão ruins ficam visíveis alguns desentendimentos. Eu nunca vi um grupo de 30 jogadores em que todos se gostam, tem mulher de um que não gosta da mulher do outro e etc. Acredito que esta queda de rendimento da equipe não é motivada por estas declarações’, concluiu.