Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Pelé comemora 42 anos do milésimo gol e repete seu discurso

Por Da Redação 19 nov 2011, 10h18

Faz 42 anos, neste sábado, que Pelé marcou o milésimo gol de sua carreira e pediu para as pessoas se preocuparem com as ‘criancinhas’. Na véspera do aniversário de seu feito, o Rei do Futebol repetiu o discurso social enquanto promovia uma rede de educação esportiva à distância, em São Paulo, na condição de garoto-propaganda.

‘Já são 42 anos! Duas gerações se passaram depois do milésimo gol. Naquela época, falei das crianças que eram trombadinhas, roubando bolsas e carteiras nas ruas. Talvez por a gente não ter dado atenção, hoje elas já estão fazendo assaltos com armas’, lamentou Pelé. ‘Mas ainda há tempo para melhorar’.

O milésimo gol da carreira de Pelé foi marcado às 23h11 de 19 de novembro de 1969, na vitória por 2 a 1 do Santos sobre o Vasco, diante de 65.157 pagantes no Maracanã. Aos 33 minutos do segundo tempo daquela partida, válida pelo Torneio Roberto Gomes Pedrosa, o zagueiro Renê cometeu pênalti no Rei do Futebol. O santista cobrou e conferiu diante do goleiro Andrada.’Lembro que, em jogo anterior, um beque do Bahia salvou o meu milésimo gol e levou uma vaia tremenda da própria torcida. Mais recentemente, assisti ao pênalti contra o Vasco e percebi até um jogador deles vibrando. Foi um dos poucos momentos na minha carreira em que tremi de preocupação. Eu não era o cobrador de pênaltis oficial. Se fosse, poderia ter chegado a 2.000 gols’, sorriu Pelé, que alega ter anotado 1.284.

Publicidade