Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Pela Copa do Rei, Real encara Barça para se livrar de ‘freguesia’ e crise

O duelo entre Barcelona e Real Madrid desta quarta-feira, às 19 horas (de Brasília), é válido apenas pelas quartas de final da Copa do Rei, mas tem um valor inestimável para as duas equipes, principalmente o Real. Temendo ganhar a fama de ‘freguês’ do Barça e disposto a se livrar de uma crise recente que assola Santiago Bernabéu nas últimas semanas, o técnico José Mourinho pode jogar sua permanência no comando do Real em pleno Camp Nou.

Na casa do Real, em Madri, o time não foi capaz de enfrentar o Barça de igual para igual e acabou sendo derrotado por 2 a 1, com gols de Puyol e Abidal. Cristiano Ronaldo foi quem abriu o placar para o time da casa, mas acabou vendo o lateral francês dançar o hit ‘Ai se eu te pego’, do cantor brasileiro Michel Teló, ao marcar o gol da virada.

Nesta quarta-feira, os dois times disputam mais do que a vaga na semifinal da Copa do Rei. No Barcelona, que se classifica com empate e até com uma derrota simples, vale a consolidação da superioridade apesar da vice-liderança no Campeonato Espanhol. Para o Real, vale a chance de se livrar do retrospecto negativo recente diante do Barça (apenas uma vitória em dez confrontos) e decretar o fim da crise instaurada nos bastidores do clube.

O resultado do confronto da última semana, quando acabou derrotado, abalou o time do técnico José Mourinho, que já se sente ameaçado no cargo. Além disso, o comandante do Real teria discutido com o goleiro Casillas e o lateral Sérgio Ramos e ‘passado a mão’ na cabeça do zagueiro Pepe, que deu um pisão na mão de Messi semana passada e aumentou o clima de instabilidade em Bernabéu.

A necessidade de atacar é iminente e, por esse motivo, Mourinho deve lançar uma formação com dois meias e três atacantes. Callejón pode aparecer ao lado de Cristiano Ronaldo e Benzema, enquanto o brasileiro Kaká deve ganhar a oportunidade de começar jogando ao lado de Ozil.

O zagueiro Pepe, pivô de muita polêmica na última semana, deve ficar fora por conta da lesão na panturrilha que já o tirou da vitória sobre o Athletic de Bilbao. Outros que não vêm treinando são Lassana Diarra, Granero e Khedira. Dos três, apenas o último está descartado da partida. Pepe, Diarra e Granero serão reavaliados.

Do lado do Barcelona, os desfalques são Keita, que disputa a Copa Africana de Nações pela seleção de Mali, David Villa, que só deve retornar no meio do ano pela lesão sofrida no Mundial de Clubes, Afellay, Fontas e Victor Valdés. Os ‘desconhecidos’ estão lesionados e o goleiro é reserva por conta de uma opção do técnico Pep Guardiola, que prefere utilizar Pinto na Copa do Rei.

A ideia de Guardiola é esquecer o clima de rivalidade e apreciar um bom espetáculo: ‘Não tem crise em nenhum dos lados. Por que o Real estaria em crise? Eles são líderes do Campeonato Espanhol, quisera eu. Não existe favoritismo e nem polêmica, são duas grandes equipes que se enfrentam pela vaga na semifinal de uma grande competição’.

FICHA TÉCNICA

BARCELONA x REAL MADRID

Local: Camp Nou, em Barcelona, na Espanha

Data: 25 de janeiro de 2012, quarta-feira

Horário: 19 horas (de Brasília)

Árbitro: Fernando Teixeira Vitienes

Assistentes: Victoriano Díaz Casado e Manuel Ángel Torre Cimiano

BARCELONA: Pinto; Daniel Alves, Piqué, Puyol e Abidal; Xavi, Busquets, Iniesta e Fabregas; Messi e Aléxis Sanchez

Técnico: Pep Guardiola

REAL MADRID: Casillas; Arbeloa, Sergio Ramos, Verane (Pepe) e Marcelo; Xabi Alonso, Diarra (Kaká) e Fabio Coentrão (Callejón); Higuaín, Cristiano Ronaldo e Benzema

Técnico: Jose Mourinho