Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Patrícia Amorim lamenta atitude de Ronaldinho e garante recurso

O meia Ronaldinho Gaúcho, que não treinava no Flamengo desde segunda-feira, acionou a Justiça e deixou a equipe nesta quinta-feira. A presidente Patrícia Amorim lamentou a atitude do atleta e declarou que o departamento jurídico cuidará do caso.

‘Sempre tratamos os assuntos relacionados ao Ronaldinho em alto nível e internamente. Não esperávamos uma atitude como essa. Agora, o caso está nas mãos de nosso departamento jurídico, que irá tomar todas as medidas legais para proteger os interesses do Flamengo. O clube é maior do que qualquer pessoa e vai ser assim para sempre’, afirmou ao site oficial do clube.

Já Rafael de Piro, vice-presidente jurídico da equipe carioca, desmentiu o valor de R$ 40.177.140,00 que Ronaldinho estaria pedindo na Justiça do Trabalho do Rio de Janeiro pelo atraso de 12 meses de previdência, fundo de garantia e cinco meses de direitos de imagem.

‘Esse valor divulgado é absurdo. Vamos nos interar do processo e vamos nos posicionar melhor. Assim como disse a presidente, o Flamengo é maior que tudo e vai continuar assim. Só fica aqui quem quer jogar, quem quer vestir a nossa camisa. Relevamos durante todo esse tempo em que o Ronaldinho esteve aqui seus atos de indisciplina e nunca tivemos uma contrapartida desse ato. Sem dúvida, o Flamengo ficará melhor daqui para a frente’, disparou.