Clique e assine a partir de 9,90/mês

Para Loco Abreu, marca de 600 jogos profissionais é apenas ‘estatística’

Por Da Redação - 31 jan 2012, 14h00

O empate por 0 a 0 contra o Nova Iguaçu, no último domingo, pela segunda rodada da Taça Guanabara, não animou os jogadores e a torcida, mas um integrante do grupo alvinegro teve motivos para comemorar. O atacante Loco Abreu atingiu a marca de 600 partidas na carreira, além de 90 com a camisa do Botafogo.

Aos 35 anos e com uma marca expressiva, Loco Abreu não se mostrou empolgado com isso. Para ele, o mais importante é manter a regularidade dentro de campo e brigar para conquistar vitórias na carreira.

‘Isso é estatística. É legal jogar 600 jogos oficiais, poder fazer 90 pelo Botafogo, mas o importante é manter um bom futebol. Não adianta ter 600 jogos e não estar rendendo o que o time está precisando. Precisamos desfrutar de tudo que a profissão oferece, mas temos que brigar no dia a dia. Ninguém será titular porque tem 600 jogos na carreira ou 90 no Botafogo. Você será titular se merecer pelo que fez’, comentou o uruguaio.

Se o assunto são estatísticas, Loco Abreu não fugiu do assunto Túlio Maravilha. Um dos maiores artilheiros da história do clube, o veterano está perto de marcar o milésimo gol na carreira e, assim como o próprio Túlio, Loco também vê esta marca sendo batida no Botafogo.

Continua após a publicidade

‘Acho legal porque ele continua desfrutando do futebol, continua fazendo gols e está prestes a conseguir uma marca expressiva. Vamos torcer para ele e com certeza vai sair esse gol 1000 aqui no Botafogo. Eu e Herrera vamos combinar de deixar ele bater pênaltis para conseguir essa marca rápido’, garantiu o jogador, que entra em campo às 17 horas (de Brasília) desta quinta-feira contra o Madureira fora de casa.

Publicidade