Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Palmeiras vence Atlético-PR e vai à semifinal após 13 anos

O técnico Luiz Felipe Scolari conseguiu o que precisava para acalmar novamente os bastidores do Palmeiras. Na noite desta quarta-feira, o Verdão derrotou o Atlético-PR por 2 a 0 e avançou para a semifinal da Copa do Brasil, quebrando um tabu no torneio que já durava 13 anos.

Depois do empate por 2 a 2 obtido em Curitiba, o Palmeiras só definiu o placar desta quarta no segundo tempo, na Arena Barueri, motivado pelas alterações promovidas por Felipão, com as entradas de Maikon Leite e Luan.

A dupla foi auxiliada por Valdivia para definir o jogo. O Verdão abriu o placar depois de boa jogada de Maikon Leite, que tocou para o chileno fazer a assistência ao gol de Luan. Pouco depois, o camisa 7 cobrou escanteio e viu o Mago desviar de cabeça, antes de Henrique completar para as redes.

Assim, o Verdão volta à semifinal, fase que não alcançava desde 1999, quando perdeu para o Botafogo. Na próxima fase, o time de Felipão enfrentará o vencedor do confronto entre Grêmio e Bahia, que decidem a vaga na quinta-feira.

O jogo: Palmeiras e Atlético-PR começaram a partida exibindo a mesma dificuldade: falta de criação. Apesar de pedir as jogadas, Valdivia iniciou o confronto errando muitos passes. Do outro lado, Ligüera era neutralizado pelo sistema defensivo palmeirense.Com isso, restou ao Verdão arriscar de fora da área. Na primeira tentativa, Mazinho mandou direto para fora. Pouco depois, Valdivia não deu tanto trabalho para Rodolfo defender. Na resposta paranaense, Ligüera acionou Bruno Mineiro na área, mas o atacante demorou para se decidir e facilitou o trabalho da defesa alviverde.

Diante da dificuldade para chegar tocando, o Palmeiras recorreu à sua mais conhecida jogada. Em falta da intermediária, Marcos Assunção cobrou com efeito, a bola passou por todos na área e Rodolfo saltou para espalmar.

Sem dar espaços atrás, o time alviverde ainda apresentou um crescimento nos minutos finais. Aos 39, Betinho recebeu na área e chutou em cima da zaga. No rebote, Valdivia mandou por cima do travessão. Na jogada seguinte, Mazinho partiu pela direita e rolou no meio para o Mago, que pecou novamente na finalização.

Já na última oportunidade palmeirense da etapa, o chileno fez a assistência na área para Betinho, que não conseguiu concluir com perigo para superar o goleiro Rodolfo. Na volta para o segundo tempo, o Palmeiras tentou impor velocidade contra o adversário, mas logo retomou o ritmo mais cadenciado do primeiro tempo.

A primeira chance palmeirense depois do intervalo saiu em chute de fora da área de Valdivia, que passou ao lado da meta de Rodolfo. Aos 15 minutos, Felipão tirou Betinho para a entrada de Luan, que foi aplaudido por parte da torcida alviverde.

Como o Verdão seguiu com dificuldades para ameaçar, o treinador fez nova alteração, tirando Mazinho para a entrada de Maikon Leite, que mudou o ritmo do jogo. Assim, aos 24 minutos, a equipe paulista conseguiu balançar as redes do adversário.

Maikon Leite dominou pela direita, deu belo drible sobre o marcador e cruzou rasteiro para Valdivia, que estava livre diante do gol. Mesmo assim, o chileno preferiu não concluir e teve a calma para rolar para Luan marcar o gol.

Com o jogo dominado, o Palmeiras ampliou, aos 37 minutos. Maikon Leite cobrou escanteio, Valdivia desviou e Henrique apareceu para completar para as redes, definindo o placar na Arena Barueri.