Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Palmeiras tenta esquecer arbitragem antes de semifinal

Por Da Redação - 19 jun 2012, 12h42

Por Daniel Akstein Batista

São Paulo – O Palmeiras tenta se esquecer da arbitragem para o desafio de quinta-feira contra o Grêmio, na Arena Barueri, pelo segundo jogo da semifinal da Copa do Brasil. Apenas tenta, porque tem sido difícil apagar os erros que têm acontecido contra o time, na opinião do elenco.

“Não só nós jogadores, mas também vocês da imprensa estão vendo as várias falhas dos árbitros, nos prejudicando”, reclamou Cicinho. “Mas temos que parar de criticar, porque está cansando a gente também”, disse. “Precisamos fazer apenas nosso trabalho em campo.

Na segunda-feira, a CBF definiu o trio de arbitragem para a partida decisiva do Palmeiras contra o Grêmio. O mineiro Ricardo Marques Ribeiro será assistido por Marcio Eustáquio Santos e Guilherme Dias Camilo, também de Minas.

Publicidade

Para o zagueiro Maurício Ramos, o grupo nem deveria comentar sobre esse assunto. “Jogador falar de arbitragem é complicado, temos de deixar isso pra diretoria”.

No último domingo, Felipão saiu de campo bastante irritado com a árbitro que apitou o jogo contra o Vasco, em Barueri, no empate por 1 a 1 pelo Campeonato Brasileiro. A maior reclamação do treinador foi num pênalti não marcado em cima de Barcos.

Publicidade