Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Palmeiras retoma sonho da Sul-americana contra time misto do Vasco

Por Da Redação 11 ago 2011, 07h28

A maior decepção do Palmeiras no ano passado foi a eliminação na semifinal da Copa Sul-americana. Agora, superado o trauma do desfecho negativo de 2010, o Verdão inicia novamente sua meta de buscar o título do torneio, estreando na atual edição diante do Vasco, na noite desta quinta-feira, em São Januário.

Ao contrário da temporada passada, desta vez o técnico Luiz Felipe Scolari não cogita abandonar o Brasileirão para se dedicar apenas à competição continental. O treinador quer o título dos dois torneios.

‘A princípio, a ideia é continuarmos trabalhando no Brasileiro com a intenção de chegar entre os primeiros e seguir em frente também na Sul-americana, porque as duas competições nos levam para onde queremos no fim do ano. Neste momento, temos um grupo mais qualificado e podemos fazer algumas substituições que não deem prejuízo’, afirmou.

Apesar da goleada sofrida pelos vascaínos diante do Botafogo, na rodada passada do Nacional, o volante Marcos Assunção descarta a hipótese de ter um jogo fácil em São Januário.

‘O Vasco tomou quatro, mas são coisas do futebol. Às vezes, você não está tão concentrado, e a outra equipe está inspirada. Mas será um jogo difícil. Sempre que atuei em São Januário foi complicado, temos de tomar muito cuidado e entrar concentrados’, avisou.

O Palmeiras terá mudanças para o confronto. O meia Valdivia está defendendo a seleção chilena que empatou (1 a 1) nesta quarta-feira com a França e fica fora do confronto, cedendo sua vaga para Luan, que cumpriu suspensão no jogo anterior do Brasileirão. Como Thiago Heleno também volta e tem vaga garantida, Felipão tem dúvida na outra vaga da defesa, entre Henrique e Maurício Ramos.

O Vasco, já garantido na Libertadores por ter conquistado a Copa do Brasil, tem a preocupação de pegar experiência em um torneio continental para brilhar na próxima temporada.

‘Nós vamos encarar a Copa Sul-americana com o máximo de seriedade possível. Ela é uma espécie de vestibular para a próxima Libertadores, que será a nossa grande prioridade em 2012. O importante neste momento é não medirmos esforços para eliminarmos o Palmeiras nesta primeira fase’, declarou o volante Rômulo.

Em relação ao adversário desta quinta-feira, o Vasco mostra muito respeito ao Palmeiras e principalmente ao seu treinador, Luiz Felipe Scolari. Os vascaínos esperam um grande desafio pela frente, mas não abrem mão de uma vitória com uma boa margem de gol.

‘O Palmeiras é um grande time, tem um treinador consagrado e que sabe dificultar a vida dos adversários. Com certeza, vamos ter muitos problemas pela frente e precisamos estar preparados. Mas não podemos deixar que tudo se decida no segundo jogo, em São Paulo, onde o Palmeiras terá ainda mais possibilidades de vencer. Temos de nos impor no Rio de Janeiro e conseguir um triunfo, de preferência por uma boa margem de gols’, disse o meia Juninho Pernambucano.

Para este jogo, mesmo sem deixar a Sul-Americana de lado, o Vasco optou por preservar alguns atletas que estão dando sinais de desgaste físico pelo excesso de jogos no Campeonato Brasileiro. O meia Felipe e os atacantes Eder Luis e Alecsandro não participaram do treino e estão fora da partida contra o Palmeiras.

Outro jogador que não vai participar do duelo é o zagueiro Dedé, que está servindo à seleção brasileira. Renato Silva ganhou a disputa com Victor Ramos e vai estrear ao lado de Anderson Martins na zaga. O defensor, que vinha atuando no futebol chinês, tem prestígio com Ricardo Gomes, que o indicou para ser contratado.

Na lateral esquerda, Julinho será escalado na vaga de Márcio Careca, que parece ter perdido a posição por conta da má atuação na goleada sofrida para o Botafogo, no fim de semana. O atleta foi hostilizado pelos torcedores durante todo o primeiro tempo e acabou substituído no intervalo.

No meio de campo, Jumar e Rômulo seguem como volantes, enquanto que Juninho Pernambucano ganhou a vaga de Felipe e vai formar dupla de criação com Diego Souza, que não será preservado por ter sido expulso contra o Botafogo.

Continua após a publicidade

Por conta deste cartão vermelho, o apoiador não vai participar da próxima partida pelo Brasileiro, no domingo, curiosamente contra o Palmeiras. O ataque será todo diferente, com Bernardo e Elton ganhando a oportunidade de mostrar serviço ao comandante.

Vasco e Palmeiras se enfrentaram duas vezes pela Copa Sul-Americana, pelo duelo da primeira fase de 2008. Naquela ocasião, os vascaínos ganharam na ida por 3 a 1, mas acabaram sendo eliminados em São Paulo, quando o Verdão ganhou por 3 a 0.

A melhor campanha vascaína no torneio foi em 2007, quando caiu nas quartas de final diante do América do México. Já o Verdão brilhou mais ano passado, quando foi semifinalista, caindo diante do Goiás.

FICHA TÉCNICA

VASCO X PALMEIRAS

Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 11 de agosto de 2011 (Quinta-feira)

Horário: 21h50(de Brasília)

Árbitro: Leandro Vuaden (Brasil)

Assistentes: Altemir Hausmann (Brasil) e Erich Bandeira (Brasil)

VASCO: Fernando Prass; Fagner, Renato Silva, Anderson Martins e Julinho; Rômulo, Jumar, Juninho Pernambucano e Diego Souza; Bernardo e Elton

Técnico: Ricardo Gomes

PALMEIRAS: Marcos; Cicinho, Thiago Heleno, Henrique (Maurício Ramos) e Gerley; Márcio Araújo, Marcos Assunção e Patrik; Luan, Kleber e Maikon Leite

Técnico: Luiz Felipe Scolari

Continua após a publicidade
Publicidade