Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Organizadores criticam politização dos Jogos de Londres

Por AE -AP

Londres – Sebastian Coe pediu neste sábado para que os Jogos Olímpicos de Londres não sejam politizados, um dia após o Comitê Olímpico Internacional (COI) criticar uma propaganda de TV do governo argentino que ligava o evento com a disputa que o país mantém com a Grã-Bretanha pela posse das Ilhas Malvinas.

Coe, que preside o Comitê Organizador da Olimpíada de Londres, disse que a Olimpíada não é “uma reunião política”, mas uma “celebração do esporte”. Os Jogos não são apenas “um ou dois países individuais”, disse Coe, neste sábado, no Parque Olímpico, onde estão sendo realizados eventos-teste para os Jogos de Londres.

Na sexta-feira, o COI criticou o anúncio, que reafirmou a reclamação da Argentina sobre o arquipélago. A propaganda mostra o capitão da equipe argentina de hóquei sobre grama, Fernando Zylberberg, supostamente treinando para os Jogos correndo por Stanley, capital das Ilhas Malvinas. “Para competir em solo inglês, treinamos em solo argentino”, disse.

Além das críticas do COI, a propaganda do governo argentino foi condenada na sexta-feira pelo governo britânico. Em 2012, se completam 30 anos da Guerra das Malvinas, pela administração do território, vencida pela Grã-Bretanha, que mantém as ilhas sob tutela desde o século XIX.