Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Oposição diz que Gobbi fugiu de debate e tenta confundir o público

A troca de farpas entre situação e oposição continua no Corinthians. Enquanto representantes da chapa Renovação e Transparência, de Mário Gobbi, alegam que o concorrente Paulo Garcia apenas alardeou estar organizando um debate, a chapa oposicionista Pró-Corinthians diz que fez um convite e não obteve resposta.

Leia a entrevista com Paulo Garcia

Leia a entrevista com Mário Gobbi

Situação nega convite para debater

‘Lamento isso, pois o Corinthians merecia um confronto dos dois candidatos à presidência do clube’, afirmou Paulo Garcia. ‘Venho convidando o Mário Gobbi desde o início da campanha para expormos os objetivos e planos para o Corinthians, mas infelizmente ele nunca ouviu o nosso pedido. Acho que o Corinthians e os associados mereciam esse encontro’.

Garcia solicitou o debate no lançamento de sua candidatura, em 31 de janeiro. No dia seguinte, Gobbi disse à Gazeta Esportiva.Net que estava à disposição, mas a troca de ideias acabou não acontecendo.

A oposição afirma que fez um convite formal na terça-feira, por meio da assessoria de imprensa do situacionista, que não teria respondido. Em comunicado oficial, a chapa de Paulo Garcia diz que ‘ao invés de explicar porque seu candidato fugiu mais uma vez, a assessoria de Gobbi preferiu apostar na confusão, atribuindo a responsabilidade do debate a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), quando a entidade havia apenas cedido o seu salão nobre para o evento.

A situação diz que procurou a OAB tentando obter a data, o local, o nome dos mediadores e as regras sob as quais seria realizado o debate, com o objetivo de confirmar a presença de Gobbi. ‘Em contato com nossa coordenação, a OAB negou que estivesse realizando qualquer debate. Informou que apenas foi procurada pela oposição, na última terça-feira, para saber se poderia ceder uma sala’, diz o texto divulgado pela chapa Renovação e Transparência. A oposição garante que colocou datas e horários à disposição e que reservou uma sala na OAB, além de ter enviado sugestões de regras aos oponentes.

‘Nossas ideias estão claras e foram expostas aos torcedores e associados. Eu queria o debate, pois gostaria de saber do Mário Gobbi quais são seus objetivos para o Corinthians. Infelizmente ele preferiu fugir, como fez durante toda a campanha. O Corinthians perde com isso’, reclamou Paulo Garcia.

As eleições para a presidência do Corinthians acontecem neste sábado, no Parque São Jorge. ‘Estou confiante. Os sócios entenderam nossas propostas e estão ao nosso lado. Eles querem um Corinthians forte dentro de campo e na parte social também. Vamos administrar o Corinthians de forma moderna e empresarial’, completa Garcia.