Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Nova Zelândia conquista bicampeonato mundial

All Blacks derrotam França por placar apertado: 8 a 7

A Nova Zelândia conquistou o segundo título mundial de sua história depois de vencer com mais dificuldadas que o esperado a França (8-7) este domingo no estádio Eden Park de Auckland.

Leia também:

Guia do Rúgbi: regras, equipamentos e equipes

Modalidade busca espaço no Brasil Rúgbi cresce também como negócio

Os All Blacks, que começaram o torneio como grandes favoritos, sofreram para derrotar uma equipe que havia vencido com facilidade na primeira fase (37-17) e conseguiram seu segundo título depois do de 1987, no qual também venceram a França (29-9) jogando no Eden Park de Auckland.

Dessa maneira, agora se unem à Austrália (1991, 1999) e África do Sul (1995, 2007) no clube das seleções com mais títulos mundiais de rúgbi. Os franceses, por sua parte, derrotados pela Nova Zelândia (29-9) em 1987 e Austrália (35-12) em 1999, pederam assim sua terceira final.

Ficha técnica da final do Mundial de Rúgbi 2011:

Eden Park de Auckland: Nova Zelândia x França 8-7 (5-0)

Espectadores: 61.079

Juiz: Craig Joubert (RSA)

Pontos:

Nova Zelândia: 1 Try Woodcock (15), 1 Penal Donald (45)

França: 1 Try Dusautoir (47), 1 Conversión Trinh-Duc (47)

Alterações temporárias:

França: Parra por Trinh-Duc (12-18)

As equipes:

Nova Zelândia: Israel Dagg; Cory Jane, Conrad Smith, Ma’a Nonu (Sonny Bill Williams 76), Richard Kahui; Aaron Cruden (Stephen Donald 34), Piri Weepu (Andy Ellis 50); Kieran Read, Richie McCaw (cap), Jerome Kaino; Sam Whitelock (Ali Williams 49), Brad Thorn; Owen Franks, Keven Mealamu (Andrew Hore 49), Tony Woodcock. Técnico: Graham Henry.

França: Maxime Medard; Vincent Clerc (Damien Traille 46), Aurelien Rougerie, Maxime Mermoz, Alexis Palisson; Morgan Parra (Francois Trinh-Duc 23), Dimitri Yachvili (Jean Marc Doussain 76); Imanol Harinordoquy, Julien Bonnaire, Thierry Dusautoir (cap); Lionel Nallet, Pascal Pape (Julien Pierre 70); Nicolas Mas,

Leia também:

Guia do Rúgbi: regras, equipamentos e equipes

Modalidade busca espaço no Brasil Rúgbi cresce também como negócio

William Servat (Dimitri Szarzewski 65), Jean-Baptiste Poux (Fabien Barcella 65). Técnico: Marc Lievremont.

(Com agência AFP)