Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

No Coxa, Marcelo Oliveira reitera crítica ao calendário brasileiro

Um dos motivos usados pelos jogadores do Coritiba para justificar a atuação abaixo do esperado desse domingo, na vitória sobre o Corinthians Paranense, por 2 a 1, foi o calendário apertado do futebol brasileiro. O técnico do Coxa, Marcelo Oliveira, em entrevista coletiva depois do jogo, concordou com seu comandados.

‘Em nenhum lugar do mundo se joga 12 ou 13 partidas em 35 dias. As equipes não têm tempo ideal para trabalhar. Às vezes, o time encaixa nos jogos, mas nem sempre isso acontece’, afirmou à Gazeta do Povo.

Dificuldades à parte, o treinador também discorreu sobre o desempenho tático da equipe. Para ele, o ponto alto foi o sistema defensivo do Coxa. Marcelo, porém, cobrou um melhor desempenho do meio-campo e do ataque.

‘A defesa foi firme por cima e por baixo, além de (serem) decisivos quando vão à área adversária. Precisamos melhorar do meio para frente’, disse.

Por fim, o técnico comentou as constantes mudanças táticas que o Coxa tem sofrido. Segundo ele, é questão de tempo até a equipe chegar à forma ideal.

‘No ano passado, também tivemos algumas dificuldades até nos encontramos. Tenho certeza que alguns atletas vão render mais, para melhorarmos nosso desempenho’, garantiu.