Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Neymar promete encerrar polêmica entre Laor e Andrés com churrasco

Por Da Redação - 19 jun 2012, 20h28

As farpas trocadas nos últimos dias pelo presidente do Santos, Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro, e o diretor de Seleções da CBF, Andrés Sanchez, não deixaram o atacante Neymar contente. O mandatário do Peixe criticou bastante a CBF, por conta do cansaço ao qual a Joia foi exposta, e ainda sugeriu uma espécie de ‘complô’ de Andrés e, também, do técnico canarinho, Mano Menezes, para favorecer ao Corinthians nesta reta final de Copa Libertadores da América.

Preocupado com o assunto, o camisa 11 santista prometeu que irá tentar aparar as arestas entre o presidente do time da Vila Belmiro e o antigo mandatário corintiano. ‘Vou fazer um churrasco, chamar os dois e vai ficar tudo certo’, disse Neymar.

Indagado sobre quem teria razão no episódio, o astro alvinegro se esquivou e não tomou partido de nenhum dos dois. ‘São dois dirigentes que eu gosto muito. Esse é um problema deles’, ponderou.

Neymar ainda aproveitou para voltar a negar que a recente série de amistosos com a Seleção Brasileira (Estados Unidos, México e Argentina) tenha ocasionado qualquer problema no que diz respeito ao seu desempenho no Santos.

Publicidade

‘Não voltei esgotado por causa da Seleção. Acabou uma partida, no dia seguinte eu já estou pronto para outra. Isso não me afeta. Voltei com 1 kg a mais dessa viagem com a Seleção, o que para mim é bom, porque preciso ganhar peso mesmo. Minha cabeça está boa e feliz. Estou preparado para dar o meu melhor amanhã’, concluiu a Joia, ao falar sobre o duelo com o Timão, na noite desta quarta-feira, no Pacaembu, que define o finalista brasileiro da Libertadores.

Se o Peixe ganhar por 1 a 0, a definição da vaga vai para as cobranças de pênaltis. Porém, caso os santistas vençam por qualquer outro placar, estarão automaticamente classificados para a decisão do torneio.

Publicidade