Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Nadal derrota Djokovic e conquista o sétimo título em Roland Garros

Por Thomas Coex 11 jun 2012, 12h21

O espanhol Rafael Nadal (N.2) venceu nesta segunda-feira o sérvio Novak Djokovic (N.1) por 3-1, com parciais de 6-4, 6-3, 2-6 e 7-5, no prosseguimento da final do Aberto de Tênis da França, interrompida na véspera pela chuva, e conquistou o sétimo título do Grand Slam disputado no saibro, um recorde absoluto.

Com o resultado, o espanhol supera o recorde de seis conquistas que dividia com o lendário sueco Björn Borg. Além disso, frustra a tentativa de Djokovic de tentar vencer quatro Grand Slams de maneira consecutiva.

“Eu queria ganhar a partida, o recorde não era meu objetivo”, disse o heptacampeão, ao receber o troféu das mãos do presidente da Federação Francesa, Jean Gachassin, e do ex-jogador sueco Mats Wilander, que venceu o torneio três vezes.

“Felicitações para Novak. Foi um privilégio jogar aqui contra o melhor do mundo. Agradeço a todos os que tornaram possível este torneio, talvez o melhor do mundo, organizadores, patrocinadores”.

“Muito obrigado a minha família e a minha equipe, a meus amigos que estão aqui, sem eles isto não teria sido possível. Este momento é algo inesquecível, o melhor de minha carreira”, completou o espanhol de 26 anos.

“Sinto-me alguém com muita sorte por ter alcançado tudo o que consegui. Esta é uma época muito competitiva e é algo muito bom enfrentar jogadores como Novak ou Roger (Federer)”.

“Felicitações Rafa, a sua equipe. Muito obrigado a todos, ao público por seu apoio e por seu apreço pelo tênis. Obrigado a minha família e a minha equipe. Desfrutei muito desta grande partida, minha primeira final em Roland Garros. Rafa jogou melhor. Voltarei ano que vem”, declarou o sérvio.

Esta foi a 33ª partida entre os dois tenistas no circuito ATP, com 19 vitórias de Nadal e 14 de Djokovic.

Continua após a publicidade

Com o título, Nadal soma 11 conquistas de Grand Slam, contra cinco de Djokovic. O suíço Roger Federer, terceiro no ranking mundial, tem 16 títulos entre os grandes torneios do tênis.

No domingo, a partida começou com Nadal em ritmo acelerado. Depois de fechar o primeiro set em 6-4, o espanhol abriu 5-3 na segunda parcial, quando a partida foi interrompida pela primeira vez.

No retorno, Nadal quebrou o saque de Djokovic e fechou o set.

No terceiro set, o espanhol abriu 2-0, mas Djokovic se recuperou e ganhou seis games seguidos para fechar a parcial.

No quarto set, Djokovic manteve o bom ritmo e fez 2-0 e Nadal diminuiu para 2-1, quando a chuva retornou e impediu a continuidade da partida.

Nesta segunda-feira, Nadal quebrou o saque de Djoko e empatou a parcial. Na sequência, os dois conseguiram confirmar os serviços até o 6-5 para o espanhol.

No 12º game, no primeiro match-point, Nadal foi beneficiado por uma dupla falta de Djokovic, fechou o set em 7-5, venceu a partida e entrou para a história após três horas e 49 minutos de um jogo disputado em três capítulos.

O resultado também confirma a recuperação de Nadal sobre Djokovic, depois de seis derrotas do espanhol para o sérvio na temporada de 2011 e da vitória de Djoko sobre Rafa na final do Aberto da Austrália em janeiro.

Depois disso, Nadal venceu Djokovic em três finais: além de Roland Garros, nos Masters 1000 de Monte Carlo e Roma.

Continua após a publicidade
Publicidade