Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Nadal bate ‘freguês’ Murray e reedita final do ano passado com Djokovic

Após quase três horas e meia de jogo, o espanhol Rafael Nadal bateu, neste sábado, o britânico Andy Murray por 3 sets a 1, parciais 6/4, 6/2, 3/6 e 6/2, e garantiu vaga na decisão do Aberto dos Estados Unidos.

Atual campeão em Nova York, o ibérico aumentou, de quebra, sua vantagem no cômputo geral diante do escocês: são agora 13 triunfos em 17 embates realizados.

A decisão do último Grand Slam da temporada, inclusive, será a reedição do ano passado. Isto porque o sérvio Novak Djokovic virou para cima do suíço Roger Federer na outra chave da semi e buscará a revanche ante Nadal.

O jogo – A partida na quadra principal do Complexo Flushing Meadows começou com os dois tenistas se estudando. A primeira quebra ocorreu apenas no sétimo game, quando Nadal colocou Murray para correr e abriu vantagem. A ‘gordurinha’ se manteve e o espanhol venceu o primeiro set por 6/4.

Na segunda parcial, a tônica foi a mesma. Os rivais trocaram alguns games até o Touro Miúra quebrar o saque do escocês e tomar a dianteira novamente. Com mais confiança, Nadal só administrou para consumar o segundo set no jogo.

Mas Murray não o quarto melhor do mundo da atualidade à toa. O tenista juntou os cacos, cresceu no confronto e se manteve vivo ao vencer o terceiro set. No entanto, o espanhol se recuperou logo em seguida e fechou após um 6/2.

Apesar do rótulo de atual campeão, Nadal enfrentará um Djokovic embalado e líder do ranking mundial. Além disso, o sérvio ostenta um retrospecto amplamente favorável contra o ibérico na temporada: cinco vitórias em cinco duelos.