Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Nadadora Diana Nyad desiste de cruzar Estreito da Flórida

Por Adalberto Roque 25 set 2011, 18h43

A nadadora americana Diana Nyad, de 62 anos, abandonou este domingo a terceira tentativa de atravessar a nado o Estreito da Flórida, que separa o estado do sudeste dos Estados Unidos da ilha de Cuba, onde foi queimada duas vezes por caravelas.

“Depois de 40 horas nadando e da queimadura de duas caravelas, Diana encerrou sua tentativa às 11H00 locais (12h00 de Brasília)”, escreveu a equipe da atleta em seu blog oficial.

Nyad tentava ser a primeira pessoa a atravessar o Estreito da Flórida, infestado de tubarões, sem a proteção de uma jaula, mas desistiu após a segunda queimadura da caravela, quando tinha completado dois terços do percurso total de 166 km.

“A equipe médica disse que eu não deveria passar outras duas noites na água e me arriscar a levar mais queimaduras das caravelas, que poderiam ter um efeito cumulativo a longo prazo no meu corpo”, explicou a atleta, ainda na água, antes de subir no barco que a escoltava, escreveu sua equipe na página web diananyad.com.

“Mas para todos nós não faz parte da vida determinar a sua própria linha de chegada?”, filosofou. “Esta viagem sempre foi sobre chegar à própria margem, não importa qual seja, e este sonho continua”, acrescentou.

Os porta-vozes de sua equipe não responderam aos telefonemas da AFP para saber quando a atleta chegará ao porto da Flórida.

Nyad iniciou na tarde de sexta-feira a tentativa de atravessar os 166 km que separam Havana de Key West, no extremo sul da Flórida.

Continua após a publicidade
Publicidade