Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Muricy vê Neymar ‘sem limites’ após o tricampeonato

Por AE

São Paulo – Depois de marcar dois gols e fechar o Campeonato Paulista com mais uma bela atuação, Neymar voltou a ser exaltado por Muricy Ramalho no último domingo, no Morumbi, onde o Santos bateu o Guarani por 4 a 2 e faturou o tricampeonato estadual. O fato histórico não acontecia desde 1969, quando justamente o Santos de Pelé ganhou pela terceira vez consecutiva o Paulistão.

Após a nova conquista, Muricy festejou o fato de poder fazer parte desta era vitoriosa do Santos e mais uma vez reverenciou o futebol de Neymar. “Ele não tem limites e não sabemos o que vai acontecer nunca. Sempre existe uma surpresa com ele em campo. Nunca vai ser um futebol igual, normal, sempre vai ser diferente com ele em campo. E eu acho que é isso que conquista o torcedor”, ressaltou o comandante, para mais tarde enfatizar: “Tomara que tenha mais Neymar para ver”.

Com os dois gols que marcou no último domingo, Neymar fechou este Paulistão na artilharia isolada, com 20 gols em 16 jogos, e seguiu a sua trilha de recordes com a camisa do Santos. Ele já é o maior goleador do clube após a Era Pelé, com 108 bolas na rede ao total, e parece no caminho certo para se tornar o segundo maior jogador da história do clube, pois os números do Rei do Futebol são ainda incomparáveis.

Ao chegar aos 108 gols, Neymar deixou para trás na lista de maiores goleadores do Santos após a Era Pelé nomes como Robinho, Serginho Chulapa, João Paulo e Juari. Com apenas 20 anos de idade, ele já é o 16.º maior artilheiro da história do clube. E isso com apenas 183 partidas disputadas com a camisa do time.

Na próxima quinta-feira, o craque voltará a campo para enfrentar o Vélez Sarsfield, em Buenos Aires, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa Libertadores. Na capital argentina, ele poderá ajudar o time a dar mais um passo em sua campanha rumo ao tetracampeonato sul-americano, após ter sido o grande nome da conquista do tri no ano passado. Como disse Muricy, o atacante não tem limites. Resta saber agora até onde ele poderá chegar.