Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mogi Mirim encerra série do Santos com vitória de virada

Por AE

Mogi Mirim – Após sete vitórias seguidas no Campeonato Paulista, o Santos viu a sua série invicta ser encerrada com derrota, neste sábado, no Estádio Romildo Ferreira, em Mogi Mirim. O time da casa derrotou os reservas escalados por Muricy Ramalho por 3 a 1, de virada, e assumiu provisoriamente a terceira colocação do torneio estadual, com 26 pontos, mesma pontuação do Palmeiras, que tem uma vitória a menos e volta a campo neste domingo para encarar o Botafogo, em Ribeirão Preto.

Já o vice-líder Santos, que não escalou os seus titulares para preservar a equipe que enfrentará o Juan Aurich, na próxima quinta-feira, no Peru, pela Copa Libertadores, ficou estacionado nos 27 pontos, enquanto o Corinthians chegou ao 30 na abertura da 13.ª rodada. No mesmo horário do duelo em Mogi, os reservas corintianos empataram por 1 a 1 com o Guarani, no Pacaembu.

O Santos não era superado no Paulistão desde o dia 5 de fevereiro, quando caiu de virada por 2 a 1 diante do Palmeiras, em Presidente Prudente. E, a partir daquele clássico, o time engatou essa sequência de sete vitórias consecutivas. Derrotado neste sábado, o time santista voltará a campo pelo Paulistão no próximo dia 18, quando enfrentará o São Paulo, às 16 horas, no Morumbi. Já o Mogi Mirim jogará novamente no dia 17, contra o Guaratinguetá, às 18h30, fora de casa.

O JOGO – Embora tenha entrado em campo recheado de reservas, o Santos começou o jogo dando as cartas em Mogi Mirim. Logo aos 3 minutos, Elano, um ex-titular de peso, deu belo lançamento para Felipe Anderson, que se livrou da marcação com habilidade e tocou na direita para Dimba. O jovem atacante invadiu nas costas da zaga e chutou cruzado no canto esquerdo baixo do goleiro Anderson: 1 a 0.

Porém, já aos 6 minutos, o Mogi empatou a partida. Após cobrança de falta de Gil pela direita, Val se antecipou a Maranhão no segundo pau e cabeceou no canto baixo de Aranha para deixar tudo igual no placar.

Após o empate, o Santos conseguiu seguir driblando a sua falta de entrosamento e quase desempatou aos 28 minutos, quando Anderson fez bela defesa em cabeçada de Bruno Rodrigo. Mas o maior volume de jogo e as falhas santistas começariam a colaborar para o fim da série invicta dos santistas.

Em um intervalo de apenas cinco minutos ainda na primeira etapa, Aranha evitou três gols do Mogi com boas intervenções. Primeiro em chute frontal de Hernane, depois em arremate cruzado de Roni, em jogada originada por erro de passe de Elano, e na sequência em uma finalização rasteira de Val.

E as falhas do Santos começaram a pesar a partir dos 9 minutos do segundo tempo. Vinícius Simon falhou grosseiramente no meio-campo após receber passe e soltar a bola de presente no pé de Felipe, que saiu em velocidade no contra-ataque, invadiu a área e chutou no canto direito baixo de Aranha: 2 a 1. Antes disso, o goleiro já havia salvado o Santos no início do segundo tempo em cobrança de falta do próprio Felipe.

Com mais volume de jogo, o Mogi ampliou o placar logo aos 14 minutos. Inspirado, Felipe recebeu pela direita, deu belo drible em Felipe Anderson e cruzou rasteiro para Val, que invadiu a área pelo meio e bateu forte no canto direito de Aranha.

Fintado por seu xará no lance do terceiro gol do time da casa, Felipe foi sacado dois minutos por Muricy para a entrada de Breitner. Mais tarde, Alan Santos substituiu o volante Adriano, que fez neste sábado o seu primeiro jogo desde novembro, quando lesionou o tornozelo direito e precisou ser operado. Para completar, o atacante Tiago Alves ainda entrou no lugar do volante Anderson Carvalho.

Porém, de nada adiantaram as substituições promovidas por Muricy, pois o Mogi seguia melhor em campo e até olé os santistas tiveram de ouvir da torcida local. Aranha, por sua vez, salvou o que poderia ter sido uma goleada ao praticar grande defesa em chute de Hernane aos 34 minutos.

Bruno Rodrigo ainda acertou a trave após cruzamento de Elano e no rebote Dimba conseguiu perder gol incrível, aos 40 minutos, mas o futebol mostrado pelo time ao longo do jogo mostrou que já era tarde para qualquer reação naquele momento.

FICHA TÉCNICA:

MOGI MIRIM 3 X 1 SANTOS

MOGI MIRIM – Anderson; Edson Ramos, Tiago Alves, Fonseca e Piauí; Val, Baraka (Rodrigão), Gil e Felipe (Marcelo); Roni (Jefferson Maranhão) e Hernane. Técnico: Guto Ferreira.

SANTOS – Aranha; Maranhão, Bruno Rodrigo, Vinícius Simon e Paulo Henrique Soares; Adriano (Alan Santos), Anderson Carvalho (Tiago Alves), Elano e Felipe Anderson (Breitner); Dimba e Alan Kardec. Técnico: Muricy Ramalho.

GOLS – Dimba, aos 3, e Val, aos 6 minutos do primeiro tempo; Felipe, aos 9, e Val, aos 14 do segundo.

ÁRBITRO – Leandro Bizzio Marinho.

CARTÕES AMARELOS – Vinícius Simon, Bruno Rodrigo, Maranhão e Elano (Santos); Piauí (Mogi Mirim).

PÚBLICO E RENDA: não disponíveis.

LOCAL – Estádio Romildo Ferreira, em Mogi Mirim (SP).