Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mogi derrota o Palmeiras e leva título da Super Copa Brasil

As equipes do Mogi/SaniFill e Palmeiras entraram em quadra neste sábado, em Mogi das Cruzes, já classificados para o NBB-2013, e fizeram uma grande final da Super Copa do Brasil. Com um melhor basquete e ainda incentivado pela torcida presente, o time de Mogi venceu por 102 a 87 (49 a 35), e conquistou o título da competição.

Com quatro minutos de jogo, os portões do ginásio, com quase seis mil lugares, foram fechados devido a superlotação

Mogi/SaniFill e Palmeiras chegaram na final motivados com suas respectivas vitórias na sexta-feira, resultados que dão a ambos o direito de disputar a Liga Nacional (NBB), desde que preencham os requisitos da mesma. E a exemplo do que foi a partida pela fase de classificação, não faltou emoção para o excelente público presente.

As duas equipes começaram a partida dispostas a fazerem um grande jogo. Com fortes marcações individuais, com o time de Mogi, empurrado por quase seis mil torcedores que lotaram o ginásio, foi explorando os erros defensivos palmeirenses e chegou a abrir, ainda no primeiro período, 11 pontos (24 a 13) para encerrar o quarto em nove pontos (24 a 15) na frente.

No segundo período, o Palmeiras manteve a defesa individual, mas o Mogi/SaniFill passou a exercer uma defesa por zona 3-2 e no final do período, aproveitando um desequilibrio defensivo palmeirense, abriu 15 pontos (44 a 29), obrigando o técnico palmeirense a pedir seu segundo tempo. No intervalo, o placar apontava: 49 a 35 para o time da casa.

No terceiro período, o Palmeiras passou a exercer uma forte defesa pressão a meia-quadra e chegou a preocupar o torcedor mogiano, quando abaixou para nove pontos (68 a 59) a diferença, faltando dois minutos para o fim do período. Mas depois de cometer falta e ainda ser punido por uma falta técnica no ala Gilson de Jesus, o Mogi aproveitou os quatro lances livres e a posse de bola para ter novamente uma cômoda diferença para a tranquilidade da equipe e do torcedor. O terceiro período terminou com a vantagem do time da casa por 18 pontos (77-59).

No quarto período, o Palmeiras ainda tentou continuar com a marcação pressão, mas não adiantou. Era a noite do Mogi/SaniFill, que mesmo perdendo o pivô Thomas, cestinha da equipe com 22 pontos, com cinco faltas, não perdeu o ritmo e chegou a vitória por 15 pontos.

‘Foi um prêmio para uma cidade que ama o basquete, do prefeito (Bartoilli) do secretário Nilo que foi jogador de basquete é um grande dirigente e também do grupo de jogadores que foram guerreiros nesta conquista’, afirmou o técnico do Mogi, Marcelo Ribeiro. O argentino Pitu não escondia a alegria, justamente ele que chegou há poucos dias e já era campeão no Brasil. ‘Maravilhoso. Não tem palavras. Obrigado, Brasil’, disse sorrindo.

Para o técnico João Padola, do Palmeiras, coisas de equipe jovem: ‘É uma equipe que sofreu muito nas trocas, com alguns jogadores jovens sentindo. Mas vão aprendendo’, disse. ‘Agora temos que pensar no futuro. Temos o Campeonato Paulista e a Liga Nacional no ano que vem. Com certeza vamos reforçar a equipe’, finalizou Padola.