Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Mesmo após punições em Queen’s, Nalbandian pode jogar Wimbledon

Por Da Redação - 19 jun 2012, 20h43

Mesmo punido após o caso no qual chutou a placa de publicidade e acabou deixando o juiz de linha machucado na final do torneio de Queen’s, a presença de David Nalbandian em Wimbledon está confirmada já que o Grand Slam é organizado pela Federação Internacional de Tênis (ITF), enquanto que Queen’s é gerido pela Associação dos Tenistas Profissionais (ATP), ambas entidades com regras de conduta diferente

Além das punições financeiras que o argentino teve, como não receber o dinheiro destinado ao vice-campeão do campeonato e ter que pagar cerca de dez mil libras para a ATP, o tenista argentino vai ser investigado pela polícia britânica sob a acusação de agressão.

Marin Cilic, campeão em Queen’s após a desclassificação de Nalbandian, chegou a declarar que acha a acusação da polícia do Reino Unido desnecessária. ‘Fiquei surpreso quando soube que a polícia estava envolvida, porque o que aconteceu em quadra não foi intencional. Claro que foi uma reação, mas acabou sendo muito ruim para ele terminar o jogo sendo desclassificado. Mas levar isso à polícia é horrível. É uma reação exagerada’, destacou o croata

David Nalbandian já teve outros problemas de comportamento na carreira. No Aberto da Austrália, o atual número 39 do mundo jogou água em um oficial do antidoping e teve que pagar uma multa de oito mil dólares. O argentino já se desculpou por sua ação que levou o juiz Andrew McDougall a se lesionar.

Publicidade