Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Medalhista com Dream Team revela: Achávamos que Magic iria morrer’

Vinte anos após a conquista da medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Barcelona-1992, detalhes dos bastidores daquele que ficou conhecido como Dream Team ainda são revelados. Nesta terça, o ala-armador Clyde Drexler, camisa 10 do memorável elenco, confessou que toda a seleção norte-americana de basquete esperavam pela morte de Magic Johnson, um dos maiores atletas da história do basquete dos Estados Unidos, diagnosticado como portador do vírus HIV em 1991.

Para Drexler, Magic esteve entre os convocados para um dos maiores times de basquete da história por conta da doença. Segundo ele, Johnson não reunia condições suficientes para atuar pela equipe norte-americana – o armador não disputou a NBA de 1991/1992 por conta da doença.

‘Ele não podia jogar muito, naquela época. Ele não podia guardar a própria sombra. Mas as pessoas tem que entender o que estava acontecendo ali. Todos nós achávamos que Magic morreria’, confessa.

‘Toda vez que ele corresse na quadra, sentiriam pena dele, e ele teria toda a glória com o benefício da dúvida’, completa, considerando que os feitos de Johnson após a doença foram superestimados, inclusive o prêmio MVP (melhor jogador da partida) do All-Star Game de 1992.

‘Se soubéssemos que ele viveria por todo esse tempo, eu teria ganho o MVP daquela partida e Magic provavelmente não teria feito parta da equipe olímpica’, conclui. Johnson marcou 25 pontos e deu nove assistências, contra 22 tentos e as mesmas nove assistências de Drexler.