Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Mano convoca Ronaldinho e Ganso para amistoso contra Bósnia

O treinador também chamou jogadores com idade para disputar Olimpíada

Por Da Redação 14 fev 2012, 10h31

O técnico Mano Menezes convocou nesta terça-feira a seleção brasileira pela primeira vez em 2012 e chamou os meias Paulo Henrique Ganso e Ronaldinho Gaúcho, que passa por fase conturbada no Flamengo, para o amistoso contra a Bósnia, dia 28 de fevereiro, em St. Gallen (Suíça), além do goleiro veterano Julio Cesar.

Mano Menezes chamou vários jogadores que atuam no futebol brasileiro, como o zagueiro Dedé, do Vasco, os meias Lucas, do São Paulo, Ronaldinho Gaúcho e Paulo Henrique Ganso, do Santos, além dos atacante Neymar, do Santos, e Leandro Damião, do Internacional, que terão a concorrência de Hulk, do Porto, e Jonas, do Valencia.

Leia também:

Seleção apresenta as novas camisas

Ganso sofreu com lesões no ano passado e não era convocado desde a Copa América. O meia Kaká ficou fora da relação – havia sido chamado para os amistosos contra Gabão e Egito, no final de 2011, mas não se apresentou por estar contundido. Dessa vez, não foi convocado e segue sem defender a seleção brasileira desde a Copa do Mundo de 2010.

O treinador também chamou jogadores com idade para disputar o torneio de futebol da Olimpíada, como o goleiro Rafael, do Santos, e principal novidade lista, os laterais Alex Sandro e Danilo, ambos do Porto.

Os convocados:

Goleiros:

Júlio Cesar (Inter de Milão)

Diego Alves (Valência)

Rafael (Santos)

Laterais:

Daniel Alves (Barcelona)

Danilo (Porto)

Marcelo (Real Madrid)

Alex Sandro (Porto)

Andriano Corrêa (Barcelona)

Zagueiros:

Continua após a publicidade

Dedé (Vasco)

Thiago Silva (Milan)

David Luíz (Chelsea)

Luisão (Benfica)

Meias:

Ganso (Santos)

Hernanes (Lazio)

Lucas (São Paulo)

Elias (Sporting-POR)

Fernandinho (Shakhtar Donetsk-UCR)

Sandro (Tottenham)

Atacantes:

Hulk (Porto)

Jonas (Valencia)

Leandro Damião (Inter)

Neymar (Santos)

Ronaldinho (Flamengo)

(Com Agência Estado)

Continua após a publicidade

Publicidade