Clique e assine com até 92% de desconto

Maíla sonha com treinos sem lesão para brigar por medalha no Pan

Por Da Redação 6 ago 2011, 10h21

Poucos minutos após vencer pela sétima vez a prova dos 100m com barreiras do Troféu Brasil, nesta sexta-feira, Maíla Machado já pensava no restante de sua temporada. A atleta, que venceu a disputa nacional com o tempo de 13s20, já pensa no período de treinamentos que precisará para disputar uma medalha nos Jogos Pan-americanos de Guadalajara e torce para não ser atrapalhada por nenhuma lesão.

‘No Pan eu quero correr abaixo disso e o treino precisa ser forte. Com bons treinos e sem lesão, quero brigar por medalha. Não é difícil, mas também não é fácil’, afirmou a barrerista, que comemorou a vitória no Troféu Brasil segurando a afilhada Anna Júlia, filha da velocista Lucimar Moura.

Para lutar por um lugar no pódio em Guadalajara, Maíla estima que precisa completar os 100m em menos de 13s, meta que ela considera possível. Seu melhor tempo na carreira é 12s86, anotado em 2005.

‘Eu sei como é, já corri abaixo de13s , então para mim isso não é um bicho de sete cabeças. Tenho tempo para treinar ainda e acertar os detalhes, porque prova de barreira é detalhe’.

Apesar de já projetar seu desempenho nos Jogos Pan-americanos de Guadalajara, Maíla ainda não está garantida na competição. Sem conseguir o índice, ela está classificada como líder do ranking nacional, mas pode ficar fora se alguma rival fizer um tempo melhor do que os 13s20 desta sexta-feira.

‘Gostei bastante da minha prova, abaixei mais o meu melhor tempo do ano e dei mais um empurrãozinho para o Pan’, disse.

Continua após a publicidade
Publicidade