Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Maggi, Isinbayeva, Robles e Bekele decepcionaram em Daegu

Por Por Pablo San Román 4 set 2011, 13h18

A brasileira Maurren Maggi, a russa Yelena Isinbayeva, o cubano Dayron Robles e o queniano Kenenisa Bekele são algumas da estrelas que decepcionaram no Mundial de Daegu, que terminou neste domingo.

O jamaicano Usain Bolt também pode fazer parte desta lista, por ter sido desclassificado na final dos 100 metros após queimar a largada.

Porém, ele conseguiu se reerguer ao levar duas medalhas de ouro, nos 200m e no revezamento 4×100, no qual a Jamaica quebrou o recorde mundial neste domingo, com um tempo de 37.04 segundos.

Aos 25 anos, Maurren Maggi, campeã olímpica do salto em distância em Pequim em 2008, ficou longe do pódio, na 11ª posição, enquanto nas eliminatórias havia conseguido a melhor marca, com 6,86 metros.

Na final, a brasileira queimou seus dois primeiros saltos e alcançou apenas 6,17 no terceiro. O título ficou com a americana Britney Reese, que saltou 6,82m, o que aumentou ainda mais a decepção de Maurren, que teria conquistado o título se tivesse repetido a marca da véspera nas eliminatórias.

Apesar desta desilusão, o Brasil brilhou com Fabiana Murer, campeã do salto com vara, que superou outra atleta que decepcionou em Daegu, a russa Yelena Isinbayeva.

Única mulher a ter superado a marca dos 5 metros, recordista mundial com 5,06m, bicampeã olímpica (em Atenas em 2004 e Pequim em 2008) e mundial (2005 em Helsinki e em 2007 em Osaka), Isinbayeva voltava à competição após ter parado por um ano por cansaço físico e falta de motivação.

Em Daegu, a russa terminou em sexto, ao falhar nas suas tentativas de saltar 4,75m e 4,80m. Fabiana Murer, por sua vez, levou o ouro com um salto a 4,85m na sua primeira tentativa.

Continua após a publicidade

Já o cubano Dayron Robles, campeão mundial dos 110 metros com barreiras em Berlim em 2009, ficou sem medalhas após ser desclassificado depois de cruzar a linha de chegada em primeiro lugar.

Robles foi punido por ter impedindo a passagem do seu principal rival, o chinês Liu Xiang, que terminou a corrida em 3º, quando dava sinais de que poderia ter vencido. Liu acabou ficando com a prata, enquanto o ouro foi para o americano Jason Richardson.

O etíope Kenenisa Bekele, de 29 anos, recordista mundial dos 5.000 e 10.000 metros, tricampeão olímpico e pentacampeão mundial, também decepcionou.

Bekele desistiu dos 10.000 metros no meio da prova, deixando a vitória para seu compatriota Ibrahim Jeilan, único medalhista de ouro do seu país.

O desempenho de Bekele não foi tão surpreendente, já que o atleta sofreu uma lesão no início do ano e disputava em Daegu a sua primeira competição na temporada.

O americano LaShawn Merritt, campeão olímpico e mundial dos 400 metros, perdeu o seu título ao ser superado pelo jovem Kirani James, de Granada, de apenas 18 anos.

No salto em altura, a bicampeã mundial Blanka Vlasic ficou apenas com a prata, atrás da russa Anna Chicherova.

Vlasic decidiu defender seu título de última hora, apesar de ter sofrido uma lesão na perna esquerda.

Já a sul-africana Caster Semenya, campeã dos 900 metros em Berlim em 2009, também perdeu seu título para uma atleta da Rússia, Mariya Savinova.

Continua após a publicidade
Publicidade