Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Luxemburgo revela que trabalhou apenas o psicológico em Fortaleza

O espaço de apenas três dias entre o Gre-Nal e a partida de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, tudo aliado aos 4 mil quilômetros que separam Rio Grande do Sul e Ceará diminuíram as possibilidades do Grêmio de treinar para enfrentar o Fortaleza. O técnico Vanderlei Luxemburgo confirmou, após a vitória por 2 a 0 sobre o time nordestino, que o principal trabalho com o elenco visando à partida desta quarta foi no lado psicológico do elenco.

‘Não treinei nada no CT do Ceará, fiz só um pijama-training. Só fiz um trabalho para que os jogadores se recuperassem da derrota no Gre-Nal, que ainda estava no nosso corpo. Era preciso incorporar o espírito da Copa do Brasil. A gente aprende nas derrotas. Não me abalo com a crítica’, revelou Luxa.

O treinador confirmou que Edilson que deve receber sequência como titular na lateral direita gremista: ‘ele é quem vai jogar. Adquiriu este direito nos treinamentos. Agora só depende dele’, informou Luxemburgo. Em Fortaleza, Edilson teve atuação destacada, dando o passe para o segundo gol gremista, anotado por Marco Antônio. O bom desempenho contrasta com as recentes más atuações de Gabriel, que culminou sua má fase com uma atuação ruim no Gre-Nal, onde falhou no primeiro gol do Internacional.

Agora, o Grêmio terá uma semana para se preparar exclusivamente para o confronto de volta diante do Fortaleza, quarta que vem, no Olímpico. A equipe gaúcha se classifica mesmo em caso de derrota por um gol de diferença. Na próxima fase, enfrentará Portuguesa ou Bahia, que empataram o jogo de ida, em São Paulo, em 0 a 0.