Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Liverpool decide não recorrer por suspensão de Suárez

Por Da Redação - 3 jan 2012, 16h19

Por AE

Liverpool – O Liverpool resolveu não apelar da suspensão de oito jogos aplicada ao seu atacante Luis Suárez pela Federação Inglesa de Futebol (FA, na sigla em inglês). O uruguaio foi punido por ter proferido insultos racistas contra o francês Patrick Evra, do Manchester United, no confronto entre as duas equipes, em 15 de outubro, pelo Campeonato Inglês.

Quando a punição foi anunciada, em meados de dezembro, o Liverpool afirmou que recorreria da suspensão, dizendo-se “surpreso e desapontado” pela decisão da FA, que, de acordo com o clube, baseou seu julgamento apenas nas declarações de Patrick Evra, uma vez que nenhum outro jogador ouviu os insultos.

Ao fim dos 14 dias legais para a apelação, o Liverpool parece ter mudado de ideia. No último dia do ano passado, a FA divulgou o seu relatório a respeito do caso e revelou que Suárez disse a Evra, entre outras coisas, que não falava com negros. A declaração causou grande repercussão negativa para o uruguaio.

Publicidade

Pelo regulamento vigente na Inglaterra, a suspensão só começa a contar ao fim de todas as apelações. Assim, Suárez só cumprirá a primeira partida de gancho no jogo de logo mais contra o Manchester City, fora de casa, pela 20.ª rodada da competição.

Publicidade