Clique e assine com 88% de desconto

Liedson volta ao time e mobiliza elenco corintiano para findar jejum

Por Da Redação - 27 fev 2012, 17h01

Preservado contra o Botafogo-SP, no sábado, o atacante Liedson treina normalmente para voltar ao time corintiano na quarta-feira, contra o Catanduvense, no Pacaembu. O provável retorno do camisa 9, que já não marca gols há sete partidas, mobiliza o elenco corintian

‘O Liedson se acostumou a fazer gols em todos os clubes que defendeu, não sei se já chegou a ficar tanto tempo em jejum. A gente tem que passar tranquilidade. Se puder ajudá-lo, melhor’, disse o lateral esquerdo Fábio Santos, um dos responsáveis pelas assistênci

Liedson teve sua melhor atuação na temporada justamente em sua última aparição em campo, quarta-feira passada, na vitória por 2 a 0 sobre a Portuguesa. Tite reconheceu após aquela partida que os demais jogadores estavam fazendo esforço para que a bola chegasse em boas condições para o camisa 9 finalmente balançar as redes.

Apesar de não ter deixado sua marca, o Levezinho participou ativamente dos dois gols. No primeiro, foi solidário ao abdicar de dominar na pequena área e deixar passar para a chegada de Willian, que fuzilou. No segundo, embora tenha falhado na finalização, sua presença de área foi importante, já que Cachito Ramírez marcou no rebote

Publicidade

‘Todo centroavante gosta de fazer gol, a gente sentia que ele estava incomodado. O Tite fez uma homenagem e deu a tarja de capitão para ele contra a Portuguesa e mostrou que ele é importante não só por fazer gols, mas por ajudar a criar jogadas e por ser muito querido. Daqui a pouco vão sair os gols decisivos que surgiram no ano passado’, acrescentou Fábio Santos

Com Alessandro preservado, Liedson foi o primeiro agraciado no ‘rodízio de capitania’ promovido por Tite. O comandante explicou o motivo lembrando de uma votação em que o elenco elegeu Liedson como o atleta mais voluntarioso.

‘O Tite cobra muito que sejamos solidários dentro de campo, gosta que todo mundo se ajude e se respeite. O Cléber, auxiliar dele, passou em todos os quartos pegando votos dos jogadores que estavam concentrados e uns 14 votaram no Liedson. Isso prova o quanto ele é importante para o grupo, mostra essa solidariedade que ele tem. Foi mais do que merecido esse prêmio para ele’, lembrou o lateral esquerdo.

Publicidade