Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Justin Gatlin conquista 1.º ouro após punição por doping

Por AE

Istambul – O norte-americano conquistou sua segunda medalha de ouro em um Mundial Indoor de Atletismo, ao vencer os 60 metros neste sábado, em Istambul, na Turquia. Campeão da mesma competição em 2003, em Birmingham, na Inglaterra, o atleta voltou a ganhar a prova de menor distância do atletismo, ao conseguir o tempo de 6s46. Nesta Carter, da Jamaica, anotou 6s54 e ficou com a prata, enquanto o britânico Dwain Chambers completou o pódio, com 6s60.

Foi a primeira medalha de ouro conquistada por Gatlin desde 2011, quando voltou a competir após uma suspensão de quatro anos por doping. Em 2007 ele foi punido depois de ser flagrado com altos níveis de testosterona em um exame. A punição inicial era de oito anos, mas acabou sendo reduzida pela metade.

“Sinto como se eu estivesse nascendo de novo”, declarou o corredor, após o ouro neste sábado. O norte-americano foi o grande nome dos 100 metros no início da década passada, quando conquistou o ouro na Olimpíada de Pequim, em 2004, e no Mundial de Helsinque, em 2005. Ele chegou inclusive a igualar o recorde mundial da prova na época, de 9s77, mas a marca foi anulada com a sua suspensão.

Também na disputa dos 60 metros deste sábado, o brasileiro Nilson André parou nas semifinais. Ele ficou apenas na sétima colocação na terceira bateria do dia, depois de uma péssima largada, conseguindo a marca de 6s93. O pior tempo entre os oito que avançaram para a final foi do marroquino Aziz Ouhadi, com 6s68.

RECORDE NO HEPTATLO – Ainda neste sábado, o norte-americano Ashton Eaton conquistou o ouro no heptatlo e ainda estabeleceu o novo recorde mundial da prova. Eaton conseguiu 6.645 pontos, superando em 77 pontos a marca anterior, que pertencia a ele mesmo. O título foi garantido após a vitória na prova dos 1000 metros, que ele venceu com o tempo de 2min32s77.