Clique e assine a partir de 9,90/mês

Julio Cesar protesta contra jogadas mais ríspidas do Bragantino

Por Da Redação - 5 fev 2012, 19h13

Julio Cesar ficou inconformado com as jogadas mais ríspidas no empate por 1 a 1 entre Corinthians e Bragantino, neste domingo, no Pacaembu. O árbitro Leonardo Freire Lima distribuiu cinco cartões amarelos e um vermelho (para Murilo Henrique) para o time visitante – e poderia ter sido ainda mais enérgico, de acordo com o goleiro.

‘O Bragantino bateu muito. O árbitro só ficava falando que era a última falta, que não avisaria mais, mas deveria expulsar. Eles vieram aqui para bater’, protestou Julio Cesar.

O técnico Tite, no entanto, minimizou a crítica do seu comandado. ‘Palavra de honra que não vi lances de deslealdade no jogo’, declarou, elogiando a postura do seu time. ‘Teremos marcações fortes pela frente. Se jogarmos assim em dez jogos, ganharemos sete deles.’

Para Julio Cesar, o confronto duro com o Bragantino serviu de aprendizado. ‘Na Libertadores, é pior ainda. Sai porrada para todo lado. É bom para a gente se acostumar’, disse.

Apesar da reclamação de Julio Cesar, o Corinthians também foi violento, ao menos na visão do árbitro Leonardo Freire Lima. O meia Vitor Júnior, por exemplo, foi expulso pouco mais de dez minutos depois de substituir Ramon no segundo tempo.

Continua após a publicidade
Publicidade