Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Juan nega mágoa do São Paulo e diz que negociação foi desgastante

Novo contratado do Santos, o lateral esquerdo Juan só se transferiu para a Vila Belmiro porque o São Paulo, dono de seus direitos federativos, não pretendia contar com o seu futebol nesta temporada, após a contratação de Cortês para o setor. Apesar disso, o candidato a dono da ala esquerda do Peixe garantiu que só pensa no seu futuro e negou que tenha ficado magoado com a postura dos dirigentes são-paulinos.

‘De forma alguma (ficou chateado). Foi uma opção da diretoria do São Paulo. Na minha primeira temporada no clube, que é sempre de adaptação, eu realizei 60 jogos e marquei quatro gols. Fui o lateral que mais fez gols no Brasileiro’, disse Juan que, mesmo com os dados citados, não caiu nas graças da cúpula tricolor. ‘Não tenho mágoa de nada. Saí satisfeito com o meu trabalho lá’, reforçou.

Já sobre a sua negociação com a direção santista, Juan admitiu que as conversas foram exaustivas e que, em determinadas oportunidades, pensou que a transação poderia não se concretizar.

‘O fato de a negociação não ter acontecido em um primeiro momento, por alguns problemas, me deixou um pouco chateado. Isto porque, muito do que foi dito na imprensa não era verdade. Saí como prejudicado, sendo que em nenhuma hora eu havia me comprometido com o Santos. Em nenhum momento não cumpri com a minha palavra. A negociação foi longa, mas o importante é que deu certo’, destacou.

Indagado sobre as razões que lhe fizeram aceitar a proposta alvinegra, o lateral enumerou os motivos e não poupou elogios ao clube. ‘Foram vários fatores que me fizeram vir para o Santos. Primeiro porque é um clube grande, que possui um grande treinador (Muricy Ramalho) e um elenco que entra para ser campeão em qualquer torneio que participar. A cidade é muito boa para se morar e o ambiente da molecada, aqui no grupo, é muito legal. Estou feliz e motivado. Espero ter muitas alegrias com a camisa do Santos’, concluiu.